Saúde

Alimentação saudável melhora aprendizagem

Comentário(s) 27 março 2019

 alimentacao saudavel

 Já está comprovado que nutrir o cor­po auxilia no funcionamento cerebral e melhora a vitalidade e a disposição para os estudos. E se esse hábito saudável for estabelecido na primeira infância, os resulta­dos serão ainda melhores. Optar pela inges­tão dos alimentos certos ajuda os estudan­tes a ter sucesso na vida escolar.

É fundamental que crianças, adolescentes e jovens consumam alimentos ricos em nutrientes e vitami­nas que ativem a me­mória e a concentra­ção e proporcionem um sono mais tran­quilo. Manter uma alimentação equili­brada é fundamen­tal em qualquer eta­pa da vida.

A coordenadora pedagógica da Educação Infantil e Ensino Fundamental Anos Iniciais do Colégio Marista Ribeirão Preto (SP), Ma­rina Mazetti Stucchi, diz que manter uma ro­tina alimentar saudável contribui para a pro­dução de serotonina, que proporciona a sen­sação de bem-estar.

Cyntia Leinig, nutricionista e professora do curso de Nutrição da Pontifícia Universi­dade Católica do Paraná (PUC-PR), endossa essa afirmação e alerta que dosar frituras e alimentos ricos em açúcar também é funda­mental para obter bons resultados no pro­cesso ensino-aprendizagem.

Pensando nisso, a nutricionista separou 10 dicas para estabelecer hábitos alimenta­res saudáveis:

1. Permitir que a criança controle seu con­sumo alimentar, especialmente o tamanho da refeição;

2. Diversificar alimentos, modo de preparo e apresentação das refeições para estimular o aspecto sensorial;

3. Evitar petiscos nas duas horas que antecedem as gran­des refeições;

4. Servir pequenas porções de alimen­tos e oferecer novas quantidades se for necessário;

5. Não oferecer um alimento como recompensa ou retirá-lo como punição;

6. Diminuir a ingestão de líquidos duran­te as grandes refeições;

7. Deixar a criança se alimentar sozinha e manipular o alimento;

8. Não forçar ou castigar a criança no ca­so de recusa alimentar;

9. Oferecer alimentos novos em pequenas quantidades. Caso haja recusas repetidas, mudar o modo de preparo ou dar um inter­valo até a nova exposição;

10. Oferecer sabores doces ou salgados de menor intensidade.

Edição 242

Março 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica