Saúde

Antioxidantes na luta contra os radicais livres

Comentário(s) 28 agosto 2015

Bárbara Pinheiro Possani

Bárbara Pinheiro Possani

Há anos, vários estu­dos vêm comprovan­do a associação de muitas doenças e do proces­so de envelhecimento com a falta de antioxidantes na ali­mentação. Atualmente, é mui­to comum ouvirmos da exis­tência e da importância dos alimentos antioxidantes e de como els atuam impedindo ou retardando os danos oxida­tivos, processo causado pela ação dos radicais livres.

Os radicais livres são molé­culas oxidantes que, por meio de elétrons, modificam as estruturas quími­cas de outras moléculas. Não existe uma ma­neira de não produzirmos radicais livres, uma vez que eles são produzidos até quando pra­ticamos atividades físicas e respiramos. Po­dem também ocorrer por outras fontes, como poluição, estresse, uso de cigarro e exposição ao sol. Dessa forma, a melhor maneira de nos prevenirmos contra a oxidação é com o con­sumo de alimentos antioxidantes.

Os an­tioxidantes são agentes responsáveis pela inibição e redução dos danos causados pe­los radicais livres nas células. Eles atuam de diferentes maneiras na proteção ao organis­mo. O primeiro instrumento de defesa dos antioxidantes é impedir a formação dos ra­dicais livres. Eles também são capazes de re­ter os radicais livres gerados por fontes ex­ternas ou os gerados pelo metabolismo celu­lar. Outro mecanismo de proteção é que eles são capazes de reparar lesões já causadas, re­movendo os danos e reconsti­tuindo as células.

Como posso encontrar an­tioxidantes na alimentação?

Em primeiro lugar, é ne­cessário ter uma alimenta­ção equilibrada e balancea­da, só assim poderemos des­frutar dos benefícios dos an­tioxidantes. Alguns dos antio­xidantes encontrados na die­ta e suas fontes são:

- Vitamina A: presente em alimentos como gema de ovo, leite, folhas verde-escu­ras, frutas e hortaliças de cor amarela e laranja.

- Vitamina C: presente na laranja limão, abacaxi, acerola, pimentão, morango.

- Vitamina E: presente em grãos e semen­tes oleaginosas (sementes de girassol, nozes, amêndoas, avelãs), abacate, alface, espinafre e óleos vegetais.

- Selênio: presente em cereais integrais, leite, salmão e oleaginosas.

- Zinco: disponível no leite, queijos, ovos, fígado, leguminosas, farelo de trigo, carnes e nozes.

- Betacaroteno: disponível em alimen­tos de cor amarelo alaranjada, como a ce­noura, abóbora, mamão, damasco, manga, batata-doce.

Fique atento: a prevenção ainda é o melhor remédio. Procure um nutricionista!

Bárbara Pinheiro Possani é nutricionista clínica e esportiva. Contatos: 11-99966-1834, facebook.com/bpinheironutri

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica