Arte cerâmica e as trocas com a argila, pessoas e ambiente | Jornal Mexa-se

Tendência

Arte cerâmica e as trocas com a argila, pessoas e ambiente

Comentário(s) 28 maio 2018

ana elisa gargioneO relacio­namen­to com o barro, que tam­bém chamamos de argila (barro tra­tado para cerâmi­ca de alta tempera­tura), é muito inte­ressante, pois é ne­cessária uma sinto­nia perfeita entre o material e o modelador.

Tudo o que você tem de bom e consegue exprimir durante essa modelagem é mostra­do pela argila quando você coloca um arte­fato para ser queimado em uma temperatu­ra bastante elevada. Tudo o que foi não tão bom também aparece! Nesse momento, vo­cê começa a se ver ao perceber e observar a maneira como foram realizadas as etapas de construção desse artefato até o momento em que ele vai ao fogo e deixa expresso de for­ma nítida todo o processo. É uma troca mui­to rica, uma relação de intimidade, de desco­berta e de desenvolvimento em vários aspec­tos. Primeiro com a argila e com você mes­mo, e depois com tudo o que está a sua volta – pessoas, animais, ambiente.

Perguntei a uma aluna o que ela sen­tia quando fazia as suas peças. Ela me olhou nos olhos e me respondeu: “Eu sinto que saí de den­tro de mim.

A arte cerâmica também é chama­da a arte do fogo.

As trocas nesse ambiente de criação e criati­vidade entre alunos e professores são de com­partilhamento e alegria, propiciando o bem-estar e um contato positivo com a vida!

Que minhas mãos sejam uma extensão da minha imaginação. Não sou tudo o que faço, mas tudo o que faço tem tudo de mim.”

Venha ter essa experiência aqui no Ate­liê tOca do TATU. Agende uma aula gratuita sem compromisso!

Contatos: 11-99617-5008 (cel/whats app), facebook: Ateliê tOca do TATU, Instagram: Ateliê tOca do TATU.

Por Ana Elisa Gargione, ceramista e psicanalista

Edição 234

Julho 2018

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica