Saúde

Baleia Azul: um pedido de socorro

Comentário(s) 27 maio 2017

Vanessa Sardisco

Vanessa Sardisco

Com os avanços tec­nológicos e jogos virtuais há muitas discussões sobre a violên­cia virtual, inclusive esse “jogo” de desafios que já le­vou a muitas mortes. A difi­culdade de os pais não sa­berem lidar com esses as­suntos faz com que edu­quem seus filhos com re­gras e punições, não dando espaço para ouvi-los e aco­lhê-los, podendo levá-los a procurar outras formas de encontrar o que desejam.

Talvez essa procura pe­los jogos aconteça pois se nota uma forma­ção cultural que valoriza a igualdade e para­digmas das pessoas, fazendo com que pro­curem de tudo para serem incluídas e acei­tas em um grupo, sem se preocupar com su­as escolhas e sentimentos. Por isso, nota-se uma necessidade em formar estratégias pa­ra proporcionar um ambiente facilitador de aceitação, cuidado e limite para que os filhos confiem mais em seus pais, isto é, um espa­ço para que os pais compreendam seus filhos sem julgamentos, a fim de que eles dividam suas angústias e sentimentos com eles, sem desconfiar da suposta punição.

Dito isso, pode-se afirmar que é essencial a participação dos pais nas atividades dos filhos, inclu­sive quando se fala de apa­relhos eletrônicos, sempre se envolvendo e dedicando tempo apenas para se rela­cionar com seu filho. Con­tudo, vale ressaltar que é recomendável ter o equi­líbrio do lúdico com o ra­cional, fazendo uma parce­ria constante de confiança e responsabilidades entre ambos, formando uma re­lação harmoniosa, amigá­vel e compreensiva.

É necessário formarmos e educarmos pessoas reflexivas e indepen­dentes das próprias escolhas, prazeres e ati­tudes, sempre lembrando as responsabilida­des e compromissos como pais, filhos e edu­cadores. Assim, quando a inclusão de valo­rizar as individualidades e escolhas de cada um for algo rotineiro, não haverá mais com­parações entre as pessoas pelas suas igual­dades e sim a aceitação em conviver com pes­soas pelas suas diferenças.

Artigo de Vanessa Sardisco, psicóloga humanista, especialista em educação inclusiva com fluência em libras.
Contatos: 
www.vanessasardisco.com.br, 11-98200-9577

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica