Tendência

Como detectar fake news

Comentário(s) 21 maio 2018

fake news

Fake news (notícias falsas) são assunto nas conversas de muita gente. Mas, como detectá-las? Segundo Fernando Azevedo, sócio da Silicon Minds, fake news  são associadas, geralmente, com notícias negativas, e que a internet precisa evoluir para um ambiente de bondade de inclusão. “Não podemos confundir direito de expressão com discurso de ódio e difamação”, diz ele.

Fernando explica que compartilhamentos, comentários e até polegar para baixo como sinal de “descurtida” pode ajudar a viralidade da notícia. Avisa que o certo é reportar a notícia como imprópria para a rede social onde foi divulgada. E diz: “se a vontade de comentar for grande, avise que é fake news, mas não deixe de reportar também”.

Ao mesmo tempo em que a mídia já divulgou problemas na internet como cyberbullying e fake news, Fernando chama a atenção que não podemos deixar divulgar outros problemas como pornografia infantil, tráfico de drogas e armas, violação de direitos autorais, ataques cibernéticos, ransomware, entre outros. E chama atenção que todos estes problemas têm um nominador comum que é o anonimato dos hackers na internet.

Fernando avisa: “Este ano vamos ver textos melhores, com sites de melhor qualidade, endereços imitando grandes jornais, e fontes que parecem ser confiáveis. É preciso ficar atento. O mesmo vale tanto para notícias para todos os políticos, não adianta reportar fake news do político de sua preferência e compartilhar fake news do político da oposição”.

O especialista dá quatro dicas de como detectar fake news:

  1. Sempre verifique que o site de notícia tem o cadeado verde;
  2. Confie em fontes de grandes jornais e revistas de reputação ilibada;
  3. Confie se outros grandes veículos de mídia estão divulgando a mesma matéria;
  4. Verifique as fontes de onde a informação foi obtida.

 

Edição 236

Setembro 2018

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica