Esportes

Core training para barriga chapada

Comentário(s) 15 janeiro 2017

exercicio

A barriga chapada e negativa é o sonho de todos os praticantes de musculação nas academias. Existem alimentos, cremes e remédios especificamente desenvolvidos para essa área, mas o que realmente faz a diferença são exercícios que estimulam a contração desses músculos, desde os mais profundos aos mais superficiais.

Ana Gil, fisioterapeuta e autora do livro Core & Training: Pilates, Plataforma Vibratória e Treinamento Funcional, explica a importância desse tipo de treino. “Os treinamentos físicos convencionais tendem a focar apenas no fortalecimento de um número reduzido de músculos superficiais do corpo. O core training fortalece os 29 pares de músculos da região do core – abdômen, pelve e lombar – que é o centro de gravidade do corpo. Dessa forma, o rendimento e desempenho durante as atividades físicas melhoram consideravelmente, além de evitar lesões e dores na coluna”, diz.

Segundo a especialista, a região do core envolve músculos tanto superficiais quanto profundos que são responsáveis pela estabilização da coluna vertebral. “O core training pode ser trabalhado com exercícios de Pilates e treinamento funcional, que tem como principal objetivo aumentar a flexibilidade, melhorar a postura e definir o tônus muscular. Além dos estímulos vibratórios da plataforma vibratória que provocam o aumento do metabolismo e ajudam a queimar gordura, enquanto estimulam a contração dos músculos do core”.

O professor titular e doutor em Educação Física da UFRJ, Jefferson Novaes, também autor do livro sobre a especialidade, diz que os treinos isométricos (estáticos, como exemplo, as “pranchas”) também são capazes de fortalecer os músculos estabilizadores do tronco (core). “Os exercícios abdominais tradicionais não atingem os músculos profundos do abdômen. As pranchas, comumente realizadas pelos praticantes de musculação, são ótimos exercícios do core training que, se feitos com frequência, trazem resultados muito mais rápidos do que apenas os exercícios abdominais convencionais, por exemplo”, ressalta. Além disso, ele recomenda fazer exercícios localizados com o próprio corpo ou com pesos adicionais utilizando uma superfície (base) instável, para estimular o core, melhorar o equilíbrio e aumentar o gasto calórico durante os exercícios.

Os profissionais ensinam quatro exercícios de core training que podem ser adicionados ao seu treino de musculação. Confira:

1. Ponte sobre os ombros: o atleta deita de barriga para cima, com as duas solas dos pés e os dois braços apoiados no chão, e eleva a pélvis.

2. Prancha frontal: mais conhecida entre os adeptos à musculação. O atleta fica de barriga para baixo e apoia-se em seus dois antebraços e pontas dos pés. O corpo precisa ficar reto.

3. Abdominal da fitball: sessões de abdominais enquanto se equilibra sobre a bola.

4. Agachamento sobre superfícies instáveis.

Os profissionais recomendam o acompanhamento e orientação de um profissional capacitado para a realização dos exercícios.

 

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica