Saúde

Correlação da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono com as doenças neurodegenerativas

Comentário(s) 08 outubro 2016

Dra. Denise Fernandes Barbosa

Dra. Denise Fernandes Barbosa

A Síndrome da Apneia Obstruti­va do Sono (SAOS) é um dis­túrbio do sono caracteriza­da por episódios repetidos de para­das respiratórias e baixa oxigenação. A SAOS está associada à inflamação de forma geral e induz a doenças me­tabólicas, endócrinas, cardiovas­culares e pode ter um impacto importante sobre as doenças neurodegenerativas como a doença de Parkinson (DP) e a doença de Al­zheimer (DA). Além disso, os sinais e sintomas da SAOS estão presentes em boa parte da po­pulação, podendo afetar a cognição e agravar os sinais e sintomas provocados pela DP e DA.

Existem estudos que investigaram a histó­ria pregressa de pacientes portadores de DP e DA fazendo associação à SAOS e foram ob­servados que pacientes com SAOS têm um ris­co aumentado para DP e DA, principalmente pacientes do sexo masculino, especialmen­te em idosos. No sexo feminino foi eviden­ciado o aumento do risco, quando também associado à insônia, outro distúrbio do so­no, que acomete grande parte da população. Outros estudos sugeriram que pacientes com DP e DA com SAOS apresentam piora na cog­nição, comparados com pacientes com DP e DA sem SAOS. O impacto das mudanças pro­gressivas na estrutura e na qualidade do so­no nesses pacientes podem ser fato­res que contribuem para o declínio cognitivo, agravando ainda mais a progressão da doença.

A importância para avaliação clí­nica e diagnóstico para SAOS com o exame polissonografia, estudo do sono, pode ajudar o paciente portador das doenças neu­rodegenerativas no trata­mento, e melhorar a condi­ção de sobrevida, principalmente se existir histórico familiar de DP e DA.

Se você ronca alto, sente-se cansado e so­nolento durante o dia, se alguém já presen­ciou que você para de respirar durante o so­no, se está tratando de pressão alta, se está acima do peso, você pode ter alto risco para SAOS, e, se somado a isso, tiver histórico de DP ou DA na família, procure por tratamen­to. Nossa clínica está estruturada para aten­dê-lo, com uma equipe multidisciplinar em Medicina e Odontologia do Sono.

Tratamento existe e qualidade de vida se busca a cada dia!

 Artigo da cirurgiã-dentista e dentista do sono dra. Denise F. Barbosa (CRO-SP 37.856). Tels. 11-4521-9494 e 97647-5816

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica