Saúde

Cuidado com as propagandas enganosas de implante dentário com carga imediata

Comentário(s) 30 janeiro 2016

Dr. André Abdala

Dr. André Abdala

Uma das alternativas atuais para re­abilitar pacientes com perda total ou parcial de dentes é o uso da car­ga imediata, fazendo com que os implantes dentários recebam carga mastigatória sem a necessidade de espera pelo processo de os­seointegração. A principal função do uso des­sa técnica é simplificar o procedimento, redu­zindo o tempo de tratamento e o período de cicatrização, porém, ela não deve ser utiliza­da como substituta da técnica convencional, e sim como uma alternativa de tratamento.

Sabe-se que, caso não se respeite os crité­rios corretos para a sua indicação, a coloca­ção de carga prematura sobre os implantes durante o período de cicatrização pode levar à formação de tecido fibroso e, consequente­mente, à perda do implante dentário.

implanteAgora, com a concorrência mais acirra­da do que em qualquer época na historia da Odontologia nacional, o uso do termo “carga imediata” representa uma forma de se iludir o paciente desinformado. E o que mais se vê é fazerem dela um instrumento de aliciamento de clientes, sob o argumento que já se sai do consultório direto para a churrascaria, e com isso desvirtuando os que seguem os precei­tos iniciais do dr. Branemark (inventor dos implantes osseointegrados).

A Abdala Odontologia não é contra a car­ga imediata, inclusive pelo fato de ter reali­zado inúmeros casos de implantes com essa técnica. Entretanto, seria desrespeito com o paciente não conscientizá-lo, já na primeira avaliação, de que esses implantes dão errado quando não estão presentes as indicações es­pecíficas. E seria um “tiro no pé” realizar pro­cedimentos que até ganham o paciente em um primeiro momento, mas além de perdê-lo futuramente, poderão acarretar processos, propagandas negativas e descrédito para pró­pria especialidade da Implantodontia.

A Abdala Odontologia visa o bem-estar de todos os que procuram seus serviços, flexi­bilizando horários, disponibilizando profis­sionais especialistas em todas as áreas da Odontologia.

Indicações

O uso da técni­ca de implantes dentários com carga imedia­ta está indica­do nos casos em que o paciente apresenta boa condição geral de saúde, ausência de hábitos parafuncionais (bruxismo), higiene bucal satisfatória, oclu­são favorável, quantidade e qualidade de os­so suficiente para obter melhor fixação do im­plante, boa estabilidade primária do implante, distribuição ideal dos implantes nos arcos e quando se tem controle de movimentos e da força. A carga imediata deve ser colocada em regiões com boa estabilidade imediata pa­ra não haver micromovimentações levando à formação de tecido fibroso entre o osso e o implante, ocasionando a sua perda.

Contraindicações para a carga imediata

Em pacientes comprometidos com fatores de risco sistêmico pode-se contraindicar qual­quer tipo de tratamento com implantes, inclu­sive os carregados imediatamente. Tais fato­res são: defeito da homeostase, doenças des­controladas, problemas psicológicos e/ou ál­cool ou de abuso da nicotina e pacientes que sofreram diferentes tipos de enxertos ósse­os. Outros fatores que podem contraindicar o uso de carga são: a idade, pois em idades mais avançadas a cicatrização é lenta, diabete não controlada, dependência de vitamina D, oste­oporose e pacientes fumantes. Casos em que o paciente apresenta hábitos como bruxismo e quando se tem má qualidade de tecido ós­seo, o que não permite a ancoragem primá­ria do implante dentário e também quando o volume ósseo é insuficiente fazendo com que haja uma limitação na quantidade e no com­primento do implante também contraindica o uso de carga imediata.

Dr. André Abdala (CRO-SP 60.842) é cirurgião-dentista. Atende na Clínica Abdala Odontologia (Av. dos Imigrantes Italianos, 2.061, lj 1, Jd. Pacaembu, Jundiaí. Tels. 11-4491-1105 e 2434-0507)

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica