Saúde

Desenvolvendo habilidades em crianças e adolescentes

Comentário(s) 11 outubro 2017

Marisa Lie Oshiro Izumi

Marisa Lie Oshiro Izumi

É comum a preocupação de que os fi­lhos frequentem uma ótima escola, façam cursos de línguas, pratiquem esportes e artes, mas e a saúde emocional? Muitas crianças, adolescentes e adultos não sabem lidar com as emoções. Explosões de raiva, tristeza intensa, medo exagerado e eu­foria são alguns exemplos de desregulação emocional. Quando essas situações se tor­nam frequentes, acabam prejudicando a qua­lidade de vida do indivíduo e de todos que o cercam, principalmente a família.

A psicologia oferece vários tipos de inter­venções para desenvolver habilidades para a vida, como psicoterapia individual, orien­tação de pais, oficinas em grupo e grupo de reflexão entre outros.

A psicoterapia individual é um trabalho totalmente personalizado, em que serão co­letadas várias informações para que se for­me um plano de intervenção específico pa­ra cada paciente.

Na orientação de pais, o foco são os pais e em como estes lidam com a educação de seus filhos. As orientações são específicas para ca­da caso e a cada semana são feitos os ajus­tes necessários para que os pais encontrem a melhor maneira de educar.

A oficina das emoções para crianças tem por objetivo trabalhar com o desenvolvimen­to das habilidades emocionais de maneira bem divertida, utilizando brincadeiras, dese­nhos, personagens. As crianças são estimu­ladas a reco­nhecer e no­mear as emo­ções, pensar em seus com­portamentos e pensamentos frente a elas. Essa modali­dade é feita em grupo, portan­to a interação social também é trabalhada.

O grupo de reflexão para adolescentes é um espaço para que cada um fale o que pensa, suas opiniões e visões de mundo em um am­biente acolhedor, onde são discutidos os prin­cipais temas dessa fase da vida, já que per­guntas e dúvidas surgem a todo momento e nem sempre os pais conseguem ajudar.

Portanto, desenvolver habilidades para o bem-estar emocional pode ajudar crianças e adolescentes a terem uma qualidade de vi­da melhor, refletindo numa dinâmica fami­liar mais harmoniosa.

Para mais informações, acesse as páginas no facebook: @vidadecrianca.psicologia @mundoteen.psicologia.

Por Marisa Lie Oshiro Izumi, psicóloga (CRP 06/123583), formada em terapia cognitiva comportamental para crianças e adolescentes. Contatos: 11-97358-1582 (whats app), psicologamarisaoshiro@gmail.com

Edição 227

Dezembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica