Saúde

Desperte a mente ao seu favor

Comentário(s) 10 outubro 2016

Em 10 de outubro é celebrado o Dia Mundial da Saúde Mental, que visa chamar a atenção pública para a questão da saúde mental global, e identificá-la como uma causa comum a todos os povos, ultrapassando barreiras nacionais, culturais, políticas ou socioeconômicas. Combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica é outro dos objetivos do dia.

A maioria das pessoas, quando ouve falar em saúde mental, pensa logo em doença mental. Mas uma mente saudável implica e muito no que diz respeito à ausência de patologias. Pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode ser tudo para todos, vivenciam diariamente diversas emoções,  como alegrias, amores, satisfações, tristezas, raivas, decepções, entre outras. São capazes de enfrentar as mudanças, os desafios, os conflitos da vida cotidiana com equilíbrio e procuram ajudar quem passa por alguma dificuldade.

“A saúde mental de um indivíduo está ligada a forma de como ele reage às exigências da vida e ao modo de como ele harmoniza seus desejos, suas capacidades, suas ambições, suas ideias e suas emoções, muitas pessoas não sabem o quanto são controladas e influenciadas pela forma de mentalizar as coisas, sejam elas positivas ou negativas”, afirma o médico psiquiatra, especialista em comportamento humano dr. Ricardo Frota.

Para o especialista, vivemos atualmente em uma verdadeira explosão de transtornos psiquiátricos se tornando cada vez mais comum na nossa sociedade ligando o nosso sinal de alerta. Será que estamos cada vez mais doentes mentalmente?

Para o médico, a cura para tantos males e questionamentos pode ser encontrada na forma em como a pessoa controla a própria mente. Mas o que é preciso para se ter uma mente mais saudável?

Segundo o psiquiatra, estar bem consigo mesmo implica em estar bem com as demais pessoas, pois quando você está feliz é porque vive em um lugar onde é respeitado e consequentemente fará o mesmo por elas. “Não aceite costumes e regras impostas pela sociedade, somente nós mesmos sabemos o que é melhor para cada um e o que nos torna mais felizes. Não existe padrão para ser vivido. Respeite e acredite em seus valores, podem até ser diferentes dos demais, mas são seus, e se preocupar demais com o que os outros pensam de você e quem tem razão sobre alguma coisa só traz divergências e conflitos que não trazem felicidade para ninguém, apenas traz uma desorganização química em seu cérebro influenciada por tantos conflitos mentais. Seja livre em corpo, mente e espírito; essa tríade se completa e o equilíbrio entre elas farão de você alguém muito mais feliz e com a mente muito mais saudável, livre de conflitos e cheia de vontade de viver e ser alguém melhor”, aconselha.

O psiquiatra ainda alerta que todas as pessoas podem apresentar sinais de sofrimento psíquico em alguma fase da vida. Para manter a saúde mental em dia, o especialista dá algumas dicas:

- Mantenha sentimentos positivos associados à mudança de comportamento e atitude por você, acima de tudo, pelos outros e pela vida.

- Aceite-se e às outras pessoas com suas qualidades e limitações.

- Evite consumo de álcool, cigarro e medicamentos sem prescrição médica, não use drogas, pratique sexo seguro.

- Reserve tempo em sua vida para o lazer, a convivência com os amigos e com a família e mantenha bons hábitos alimentares.

- Durma bem e pratique atividades físicas regularmente, trabalhe o seu equilíbrio mental com atividades que estimulem seu autocontrole e seu autoconhecimento como meditação, por exemplo.

- Pratique sua espiritualidade na certeza de que é um bem sendo feito para você, que te transforme em alguém melhor para mundo sem necessidade de provar valores. A sua verdade está na fé dentro de você e não na opinião alheia.

 

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica