Estética

Diferenças entre o filtro solar físico e químico

Comentário(s) 17 janeiro 2019

protetor solar

Item indispensável na rotina de todas as pessoas, o protetor solar deve estar presente no dia a dia independentemente da estação do ano. Entre as diversas opções disponíveis, existem os filtros físicos e químicos.

O filtro solar físico possui em sua composição substâncias como dióxido de titânio e óxido de zinco, que ficam sobre a pele sem absorção, enquanto o filtro solar químico, através de componentes orgânicos, adere à pele e é absorvido.

Dra. Sabrina Talarico, dermatologista da clínica Talarico Dermatologia, explica as principais diferenças entre eles. “O filtro solar físico reflete a luz solar e é mais indicado para peles sensíveis ou para crianças por apresentar menor risco de alergia. Já o filtro solar químico absorve a radiação ultravioleta e possui a textura mais agradável ao toque”.

Em alguns produtos é possível haver os dois tipos de proteção e a eficácia contra os raios UVA e UVB atua da mesma maneira sendo o filtro físico ou químico. No entanto, a escolha do protetor ideal para cada tipo de pele deve ser feita em conjunto com o dermatologista.

“Com a análise das particularidades cutâneas de cada paciente é possível indicar o melhor filtro solar, levando em conta a sensibilidade da pele e tendência à determinados tipos de manchas como o melasma, por exemplo. Além disso, o médico irá recomendar a quantidade adequada de produto para cada pessoa e poderá tirar outras dúvidas sobre o uso do protetor”, completa a dra. Sabrina.

Edição 244

Maio 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica