Saúde

Dor forte em apenas uma perna? Cuidado: pode ser trombose

Comentário(s) 18 dezembro 2018

tromboseQuando dores intensas ocorrem em apenas uma das pernas, vermelhi­dão, inchaço ou endurecimento da musculatura na região, é bom ficar alerta. Esses sinais que recebemos do nosso cor­po podem ser trombose. Diante desses sin­tomas, a primeira coisa a se fazer é procurar um médico – quanto mais rápida acontecer a visita a um consultório ou pronto atendi­mento, menores as chances de consequên­cias mais graves.

É importante ressal­tar que existem dois ti­pos de trombose: a arte­rial, que acontece devido ao desenvolvimento de placas de gordura e for­mação de coágulos nas artérias, e a trombose ve­nosa profunda (TVP), re­sultado da formação de coágulos nas veias profundas da perna. Por impedir a passa­gem do sangue, dor e inchaço são causados no local afetado. No caso da TVP, o coágulo pode migrar para o pulmão e provocar em­bolia pulmonar.

Técnica minimamente invasiva não deixa sequelas

Atualmente, existem técnicas bastante pre­cisas para o tratamento da trombose. Uma delas, chamada de “aspiração do trombo”, permite a aspiração completa do trombo, de forma a liberar a passagem do sangue no vaso sanguíneo, explica o dr. Carlos Alber­to Fernandes Costa, especialista em cirur­gia vascular.

Além da precisão, o médico também desta­ca que o método permite uma rápida recupe­ração, evitando uma internação prolongada e diminuindo muito as complicações desse tipo de doença. É um procedimento minimamen­te invasivo, realizado por punção, geralmen­te na virilha, com a intro­dução do cateter.

Prevenção é o melhor caminho

Como toda doença, a prevenção é o melhor caminho para evitar a trombose. Ter uma die­ta equilibrada com fru­tas, legumes e verduras é fundamental, assim como a prática regu­lar de exercícios. Ingerir bastante água no dia a dia e evitar o tabagismo, consumo de álcool em excesso e alimentos gordurosos são igualmente importantes. Meias de com­pressão também podem ajudar para evitar a TVP, principalmente em casos que a pes­soa ficará na mesma posição por um longo período (como acontece em viagens prolon­gadas). A atenção deve ser redobrada por quem possui histórico familiar com proble­mas vasculares.

Edição 244

Maio 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica