Saúde

Exageros de final de ano prejudicam saúde digestiva

Comentário(s) 13 dezembro 2019

saude reveilon

As festas de final de ano costumam ser períodos de alimentação farta e bebidas para brindar o Natal e o Ano Novo. Mas as confraternizações também podem ter excessos que prejudicam a saúde digestiva, avisam especialistas.

“A melhor política é o equilíbrio. Nada de excessos”, orienta o dr. Fauze Maluf Filho, presidente da Comissão Científica da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED). É o que defende o médico endoscopista sobre a famosa lei da compensação.

Segundo Maluf Filho, é importante reduzir a ingestão de frituras, alimentos muito condimentados, embutidos, refrigerantes e álcool: “Não apenas durante as festas, mas também no dia a dia”. Ainda, é fundamental beber de 1,5 a 2 litros de água ao dia e respeitar o intervalo de duas a três horas entre refeições, complementa o especialista.

Sobrepeso e doenças intestinais

O dr. Ismael Maguilnik, da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), explica que os excessos alimentares, tanto nas festas de final de ano quanto no dia a dia, dificultam a manutenção do peso, o que está relacionado a doenças do tubo digestivo. O excesso de bebida alcoólica também traz malefícios.

“O álcool agride o tubo digestivo, bem como o fígado e o pâncreas”, detalha o dr. Ismael, que aconselha a procurar um especialista para avaliação, em caso de persistência de sintomas como diarreia, refluxo e dores abdominais.

Edição 251

Dezembro 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica