Saúde

Feridas crônicas têm tratamento

Comentário(s) 14 maio 2015

medbioÚlcera crônica de membros infe­riores (MMII) é uma bem conhecida condição, com alta pre­valência. Define-se co­mo ferida crônica qual­quer lesão com solução de continuidade, em que não ocorra repara­ção da integridade ana­tômica e funcional no período de três meses.

Os tipos mais comuns de ferida crônica em MMII são de origem:

- vascular (venosa, arterial ou mista);

- úlceras por pres­são;

- neuropáticas (p. ex., diabetes, hansení­ase, alcoolismo);

- infecto-contagio­sas (erisipela, leishma­niose, tuberculose);

- reumatológicas, hematológicas, tumo­res.medbio 1

As feridas crônicas devem ser tratadas com o objetivo básico de proporcionar alí­vio ao paciente, restabelecer a sua função e devolvê-lo ao convívio social o mais rapida­mente possível. Procedimentos básicos in­cluem debridamento, retirada da pressão local, controle da infecção e do exsudato. O procedimento cirúrgico com enxertia de pe­le deve ser indicado nos casos de lesões ex­tensas, porém, sempre acompanhado de tra­tamentos complemen­tares como compres­são elástica nos casos de úlceras venosas, hi­dratação local, repou­so com elevação dos membros.

E hoje podemos con­tar com tratamentos al­ternativos, de grandes efeitos positivos.

Estamos falando em Laserterapia, Ozonio­terapia, Plasma Rico em Proteína (PRP), Acu­puntura.

Essas técnicas, quan­do utilizadas por pro­fissionais qualificados e corretamente aplica­das, têm resultado po­sitivo, e abrem, assim, um “leque” de trata­mentos para o pacien­te, que se vê, muitas ve­zes, perdido em meio a tanta expectativa, de poucos resultados.

Os tratamentos são realizados por vá­rios profissionais, entre eles, médicos, en­fermeiros, nutricionistas, podólogos, fisio­terapeutas.

Luciana Leite Colasanto é podologista, bacharel em Podologia na primeira turma do Brasil. Atende na Medbio – Instituto de Medicina Biológica (R. Adhemar de Barros, 21, salas 21 e 22, Jundiaí, SP. Tels. 11-4497-0033, 96208-1632, contato@medbio.com.br)

 

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica