Tendência

Hábitos comuns no trânsito que são infrações

Comentário(s) 27 março 2019

No trânsito existem diversas infrações que podem ser cometidas pelos mo­toristas, classificadas como gravíssi­mas, graves, médias ou leves. Porém, apenas as mais comuns são lembradas, como passar com o semáforo vermelho, trafegar acima da velocidade permitida na via, parar na faixa de pedestre etc. No entanto, existem muitas outras infrações originadas por maus hábi­tos no trânsito.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) es­tabelece as normas que devem ser segui­das nas vias nacionais. No capítulo XV são abordadas as infrações de trânsito, que são medidas que vi­sam impor limi­tes para garan­tir a segurança no trânsito.

Confira alguns hábitos comuns, mas que podem gerar multas:

- Usar fone de ouvido

O uso do fone de ouvido é um dos hábitos no trânsito que podem render multa ao motorista. Por mais inocente que pa­reça, o fone de ouvido pode tirar grande par­te da concentração do motorista que estiver escutando música, ou até mesmo usando para falar em uma chamada de voz. A multa pelo fone de ouvido é considerada infração média, além de render quatro pontos na CNH.

- Descer em ponto morto

Outro hábito no trânsito que é passível de multa é descer na banguela. O ponto morto é geralmente usado de forma incorreta nas descidas de ruas, avenidas e rodovias. Ao con­trário do que muitos motoristas pensam, nos veículos atuais essa prática não resulta em benefício algum. Os carros de hoje não econo­mizam combustível como os de antigamente. Além disso, a ação de descer no ponto mor­to pode resultar em acidentes.

A prática é considerada perigosa, pois o carro fica totalmente solto e o freio pode não ser o suficiente para brecar com segurança. As consequências em caso de multa são: uma infração média e quatro pontos na carteira.

- Dirigir lentamente

Neste caso, a multa pode ser gerada depen­dendo de muitas condições, como: tráfego, meteorológicas, qualidade da via etc. A ve­locidade mínima determinada é sempre in­ferior à metade da máxima. Por exemplo: se a máxima for 80 km/h, a mínima é 40 km/h. Com a pista livre e todas as condições que citamos acima de acordo, diri­gir abaixo da ve­locidade mínima resulta em uma infração média e quatro pontos na carteira.

- Conduzir o veículo com o braço para fora

Uma mania bem fácil de en­contrar pelas ruas do Brasil é a do motorista dirigindo com o braço para fora do veículo. Isso porque, como vivemos em um país tro­pical, o calor nos carros chega a ser tão gran­de que deixamos os vidros abertos, e a jane­la acaba sendo usada como “descanso” para o braço. Dirigir com uma das mãos é consi­derada infração média pelo CTB, com qua­tro pontos na carteira.

Esses são os hábitos no trânsito mais co­muns que podem resultar em multas aos mo­toristas brasileiros. Além de sempre respeitar as leis de trânsito, outra forma de garantir a sua segurança é contratando um seguro au­to. Na Gebram Seguros você tem todo o apoio se passar por imprevistos enquanto dirige. Contatos: (11) 4583-1111, www.gebramse­guros.com.br/modulos/automovel/.

Edição 242

Março 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica