Esportes

Metade das mortes por câncer seriam evitadas com exercícios físicos

Comentário(s) 08 junho 2016

corridaMetade das mortes causadas por câncer e até 40% dos casos da doença decorrem da falta de hábitos saudáveis e exercícios físicos, e não por influência genética. A conclusão é de uma pesquisa da Escola de Medicina de Harvard, nos EUA, publicada na revista JAMA Oncology. Entre 20% e 40% dos casos de câncer seriam evitados ao se adotar uma rotina que não inclua cigarros e excesso de bebidas. Além de manter controle do peso aliado a 30 minutos de exercícios quatro vezes por semana.

A pesquisa coletou dados de 140 mil profissionais de saúde. As estatísticas foram acompanhadas por décadas e separadas em dois grupos: pessoas que tinham ou não vida saudável.

Do número total de indivíduos avaliados, apenas 28 mil (20%) entraram na categoria de “Vida Saudável”, com grandes diferenças nos resultados dos exames. Em mulheres com estilo de vida não saudável, a taxa de incidência do câncer atingiu 618 casos para 100 mil pessoas. Nas saudáveis, foram 463 para o mesmo espaço amostral. Redução de quase um terço.

O médico Márcio Almeida, da Aliança Oncologia, explica que ficar longe do sedentarismo também é a melhor maneira de evitar o retorno do câncer. “Estudos apontam que 60% dos que praticam atividades físicas não voltam a ter a doença. Exercícios reduzem níveis de insulina, de radicais livres, e de outros fatores de crescimento das células tumorais”, diz ele.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), obesidade e sedentarismo juntos são responsáveis por 20% dos casos de câncer de mama, 50% dos carcinomas de endométrio, 25% dos tumores malignos do cólon e 37% de esôfago. O Ministério da Saúde completa que os dois fatores combinados formam a segunda maior causa de câncer que poderia ser prevenida, atrás apenas do tabagismo.

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica