Tendência

O futuro e a rede

Comentário(s) 20 novembro 2015

É sempre difícil tentar se antecipar ao futuro. Quando o assunto é tecnolo­gia, então, precisamos de muito co­nhecimento, imaginação e sensibilidade. O site infantil Divertudo (www.divertudo.com. br) existe há mais de 15 anos e vem driblan­do com criatividade e qualidade este turbi­lhão de novidades que chegam rapidinho às mãos das crianças.

O Mexa-se conversou sobre o assunto com a jornalista Evelyn Heine e a web designer Liliana Akstein, criadoras do Di­vertudo.

Qual é o grande desafio de manter um site infantil por mais de 15 anos?

Evelyn: Es t a semana li o de­poimento de um grande empresá­rio dizendo que, se você não se atualizar, pode ver seu negó­cio afundar em pouco tempo. Uma empresa enorme, mas parada no tempo, pode ruir por causa de algum aplicativo criado da noite pa­ra o dia. As ideias estão valendo mais do que tudo agora. Então, nós, do Divertudo, tenta­mos saber o que a criança está buscando no momento e atender a esta demanda, dentro de nossas possibilidades.

E o que as crianças estão querendo agora?

Liliana: Vídeos de todos os tipos: engraça­dinhos, instrutivos, sobre qualquer assunto. O computador está virando a nova televisão. Ali você pode escolher o que quer ver e quan­do. É o mundo em suas mãos.

Evelyn: Nosso público também procura in­formações úteis que sirvam de suporte para trabalhos escolares, por exemplo. Percebe­mos isso pelos pedidos de ajuda que vinham de leitores. Então criamos os chamados “tu­toriais”, reunidos na seção “Como se faz?”.

Pode dar um exemplo?

Evelyn: Claro. Veja nossa “Oficina de Qua­drinhos”. Ela foi até solicitada por um por­tal de Educação vinculado ao governo fe­deral, além de outros mais. Tudo começou com o pedido de ajuda de uma lei­tora. Ela precisa­va produzir uma história em qua­drinhos para a es­cola e não sabia nem como come­çar. Então criamos um passo-a-passo que virou um su­cesso. E também criamos um vídeo simples só para explicar um modo prático de executar a história.

Liliana: Depois vieram outros pedidos e a seção foi crescendo: Como fazer uma peça de teatro, como fazer uma paródia, uma re­dação, uma propaganda…

E os jogos?

Os games de hoje usam muita tecnologia e recursos que nós não dominamos. Por isso, apostamos em conteúdo e na criatividade. Resolvemos também criar uma seção para crianças bem pequenas, que dispõem de pou­cas opções na rede: o Minitudo, que é o nosso bebê. Temos um carinho especial por ele. Es­tamos sempre engatinhando também.

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica