Saúde

Pilates x hérnia de disco

Comentário(s) 27 maio 2015

Segundo da­dos do IB­GE, aproxi­madamente 85% da população so­freu, sofre ou vai sofrer com patolo­gias na coluna. Os principais moti­vos para essa esta­tística são as lon­gas jornadas de trabalho com uma má postura e mo­vimentos mecânicos errados, associados à falta de atividade física dirigida.

A coluna lombar é a que mais sofre no nos­so dia a dia, por essa região ser a menos mó­vel da coluna e possuir vértebras mais lar­gas e resistentes, pois é nessa região que se dissipam todos os impactos, força, e sobre­cargas impostos à coluna. A falta de atenção à coluna lombar e a falta de fortalecimen­to nessa região podem acarretar patologias vindas de traumas, má postura e movimen­tos mecânicos errados. Uma dessas patolo­gias é a hérnia de disco.

A hérnia de disco se divide em quatro tipos: abaulamento discal (apresenta fissuras nas fi­bras e muda seu formato para um arco); pro­tusão discal (início da degeneração discal, po­dendo afetar o canal medular); hérnia (quan­do o núcleo do disco rompe as fibras), hérnia sequestro (quando a parte extrusa do disco se solta do resto prejudicando o canal medular e automaticamente o sistema nervoso). Po­de ser sintomática (quando diminuem o ca­nal medular pressionando o sistema nervo­so) ou assintomática (sem sintomas).

A prevenção e o tratamento da hérnia de disco são similares: a pessoa deve trabalhar principalmente o fortalecimento da muscu­laturas paravertebral, muitifidos, glúteos, ab­dômen reto, abdominais oblíquos e transver­so abdominal, musculaturas que formam um cinturão, ou CORE, como é mais conhecido. O fortalecimento desses músculos auxilia na estabilidade da cintura pélvica e na diminui­ção da sobrecarga na coluna, diminuindo o quadro álgico, es­tabilizando ou re­gredindo o estágio em que a hérnia se encontra.

Por utilizar o CORE, a mobili­dade da coluna e a estabilização pél­vica e escapular, a concentração, a respiração, a pos­tura, e a consciên­cia corporal como base para todos os seus exercícios, o Pilates é indicado para prevenir ou para tratar patolo­gias na coluna, como a hérnia de disco.

Estudos comprovam a eficiência do Pila­tes na melhora dos quadros de hérnia de dis­co, seja na diminuição parcial ou extinção da dor ou na regressão de alguns casos. O Pilates influencia diretamente na melhora da quali­dade de vida do aluno que o pratica, seja nas atividades do lar, trabalho, ou lazer.

As aulas de Pilates trazem comprovada­mente benefícios na vida de quem o prati­ca, e a melhora no quadro da hérnia de dis­co é apenas um deles. Mas, o aluno deve fi­car atento ao profissional que pretende con­tratar, pois um mau profissional pode, além de agravar o caso, provocar novas patolo­gias. Também deve optar por um atendi­mento mais personalizado, com mais aten­ção, e uma aula com exercícios dirigidos ao seu objetivo.

No Studio de Pilates da CNM Sport Center você encontra um local amplo, climatizado e muito bem equipado, com profissionais for­mados, qualificados e especializados, e ainda pode escolher se quer fazer aula em dupla ou individual. Então, certifique-se da qualidade do local e a qualificação do profissional es­colhido e pratique muito Pilates!

Laís Buoro Giollo é educadora física, pós-graduada em Método Pilates. Dá aulas na Academia CNM Sport Center (Av. Com. Gumercindo Barranqueiros, 368, Jundiaí, SP). Tel. 11-4582-5233, www.academiacnm.com.br

 

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica