Saúde

Perdeu algum dente? Faça implante dentário!

Comentário(s) 02 janeiro 2017

Dr. Adriano D. Salles

Dr. Adriano D. Salles

Nos últimos anos, a estética bucal vem se tornando cada vez mais importan­te dentro da nossa socie­dade, em todas as classes sociais. Os dentes têm im­portância funcional (mas­tigação, fala), estética e me atrevo a dizer que têm, in­clusive, importância den­tro de uma colocação pro­fissional no concorrido mercado de trabalho que encontramos hoje em dia.

A boa condição bucal é, além de saúde, qua­lidade de vida. Com essa maior conscienti­zação e necessidade da população, tanto as técnicas quanto os materiais utilizados vêm evoluindo constantemente, o que nos permi­te atualmente conseguir re­sultados muito próximos à perfeição. O paciente fica encantado com o trabalho, mas eu, como dentista, cos­tumo ficar mais fascinado do que ele, pois consigo per­ceber como evoluímos nas técnicas e nos tratamentos.

implante dentarioToda essa qualidade de resul­tados que acabei de citar só foi possível para pessoas que tinham ao menos as raízes dos dentes, pois quando perdiam os elementos dentais, com certeza seriam obrigadas a uti­lizar uma dentadura, que podia ficar um pou­co mais presa ou mais solta, um pouco mais ou menos estética, mas era uma prótese to­tal, com todos os inconvenientes que as pes­soas sabem que esses trabalhos apresentam.

Quando perdiam ape­nas um dente, o resultado do trabalho era muito me­lhor, mas eram obrigadas a fazer desgastes nos den­tes ao lado para confecção de uma prótese fixa. Sen­do assim, os dentistas pre­cisavam fazer três dentes para corrigir a perda de apenas um.

Com a chegada dos im­plantes, conseguimos aca­bar com dentaduras sol­tas e, quando se perde apenas um dente, não precisamos mais mexer nos dentes ao lado. Quando surgiram, esses tratamentos só eram possíveis para as classes sociais mais altas.

Porém, com a evolução da indústria nacio­nal, temos hoje em nosso mercado implan­tes dentários de excelente qualidade, com vários formatos, diâmetros, compri­mentos e superfícies, sendo que o profissional pode es­colher o mais adequado, de acordo com as necessidades individuais do paciente.

Isso fez também com que o custo dos implantes tivesse uma sensível redução, ficando mui­to mais perto das possibilidades da maior parte da nossa sociedade. Pode reparar que é muito comum hoje em dia você conhecer alguém que já recebeu um implante dentá­rio, sinal de que o número de pessoas aten­didas tem aumentado.

Dr. Adriano D. Salles é cirurgião-dentista (CRO/ SP 63.202).
Informações: 11-3379-3379

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica