Esportes

Pilates ajuda a melhorar os sintomas da TPM

Comentário(s) 03 junho 2018

pilates

Como se não bastassem to­dos os bene­fícios para a postura, definição e flexibilida­de do corpo, o pilates pode ajudar as mulhe­res a enfrentar aque­les sintomas chatos da tensão pré-mens­trual (TPM).

A atividade física é essencial para ali­viar os efeitos físicos e emocionais desse pe­ríodo, como a irritabi­lidade, o cansaço, a in­sônia, a ansiedade e o inchaço. Isso aconte­ce porque o exercício físico aumenta o me­tabolismo e melhora a circulação sanguí­nea, por meio do tra­balho de respiração profunda.

A endorfina, hormô­nio responsável pela sensação de prazer e bem-estar, é liberado durante a prática. Ela é uma espécie de analgésico natural, atu­ando na diminuição da ansiedade e na me­lhora do humor. O aumento do fluxo san­guíneo também diminui bastante o incha­ço nesse período.

O pilates ainda ajuda a regular o metabo­lismo, tonificar o abdômen e a região pélvi­ca, e essa sensação “analgésica” alivia as có­licas que podem irradiar para coxas e colu­na. Quando o útero se contrai na TPM e du­rante a menstruação para expelir o sangue, encontra músculos já firmes e naturalmen­te contraídos, que im­pedem as cólicas. O re­laxamento e o alinha­mento promovidos pe­lo pilates também di­minuem as enxaque­cas, pois atuam sob o estresse e corrigem a postura.

As aulas de pilates devem ser mantidas mesmo quando cóli­cas, inchaços e dores ainda forem uma rea­lidade, lá no começo. Uma alimentação ba­lanceada e a prática re­gular da modalidade, duas a três vezes por semana, melhoram a qualidade de vida e só vão fazer bem para a autoestima!

Por Raquel Dolce Fraga Grasson, professora de pilates.
Contatos: 11-99821-1098 e 4587-4978

Edição 236

Setembro 2018

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica