Esportes

Pilates: tudo de bom!

Comentário(s) 30 agosto 2015

raquel pilates (1) Os exercícios do método Pilates respeitam a bio­mecânica do corpo hu­mano, trabalhando-o de forma equilibrada, res­peitando os limites de movimento de cada ar­ticulação, sem sobrecar­gas. Ao mesmo tempo, exercitam nossa atenção, concentração e controle, atuando também no nível mental. Seus seis princí­pios (respiração, fortale­cimento do centro, flui­dez, controle, precisão e concentração) podem ser praticados por todos, com qualquer nível de condicionamento físico. Logo que são assimi­lados, esses princípios podem ser transferidos para toda e qualquer atividade física que dese­jamos realizar, em qualquer fase da vida.

Os exercícios de Pilates na gravidez podem ser realizados desde o primeiro trimestre, sem trazer nenhum problema para a mãe ou para o bebê, desde que liberada pelo obste­tra. No entanto, é importante que os exercí­cios sejam voltados para a gestante porque nessa fase é necessário fortalecer os abdo­minais e os músculos pélvicos, que ficam na­turalmente enfraquecidos nessa fase da vi­da da mulher.

raquel pilates (2)De acordo com a OMS (Organização Mun­dial de Saúde) em seu documento “Envelhe­cimento ativo: Uma política de saúde”, uma atividade física regular e moderada reduz o risco de morte por problemas cardíacos em 20% a 25% em pessoas com doença do co­ração diagnosticada, além de reduzir subs­tancialmente a gravidade de deficiências as­sociadas à cardiopatia e outras doenças crônicas. Assim, o Método Pilates estaria enquadrado nes­se contexto para preven­ção primária, secundária e terciária da saúde.

Na adolescência, os jo­vens estão mais suscetí­veis às situações de ris­co para a coluna. Mochi­la pesada, horas senta­dos na sala de aula, mui­ta TV, computador e vi­deogame. Com mais um agravante: a falta de ati­vidade física. Isso tudo pode provocar graves al­terações posturais, levando a problemas co­mo escoliose, cifose e lordose acentuadas. É nessa fase também que o crescimento acele­rado do corpo gera desequilíbrios muscula­res. Por isso é comum ouvir os adolescentes reclamando de dores nas costas e nas arti­culações. É aí que entra o Pilates. Os exercí­cios são ideais para organizar a postura, for­talecer os músculos responsáveis pelo equi­líbrio do corpo e melhorar o alongamento e a flexibilidade do adolescente.

O Pilates melhora o equilíbrio entre a per­formance e esforço por meio da integração do movimento a partir do centro estável (co­re), trabalha o corpo como um todo – corrige a postura e realinha a musculatura, desenvol­vendo a estabilidade corporal necessária pa­ra uma vida mais saudável e longeva.

Raquel Dolce Fraga Grasson é professora de Pilates. Dá aulas em seu Studio, à Rua do Retiro, 1.292, sala 7, Jundiaí – SP. Tels. 11-4521-2138, 99821-1098

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica