Saúde

Plantas trazem energia para o dia a dia

Comentário(s) 16 abril 2016

Ainda que muitas pessoas estejam cada vez mais afastadas do que é natural, somos todos seres naturais e conectados aos ciclos da natureza, conforme explicam Patrícia Cândido e Bruno Gimenes, terapeutas holísticos desenvolvedores da Fitoenergética, sistema natural de cura, equilíbrio e elevação de consciência por meio da energia das plantas. O conceito foi desenvolvido por meio de pesquisas que utilizaram a Bioeletrografia (técnica de fotografia do campo energético, desenvolvida desde 1906 a partir dos estudos do cientista Roberto Landell de Moura) para analisar o padrão energético do indivíduo após o uso de compostos fitoenergéticos.

Este conceito de uso da energia das plantas garante formas de ajudar a controlar as emoções e pensamentos responsáveis por causar doenças. “A Fitoenergética é uma terapia que proporciona a elevação da consciência e do discernimento, estimulando profundos sentimentos antiegoísmo, e capaz de gerar influência sobre a anatomia sutil dos seres vivos, agindo nas causas geradoras das doenças”, explica Bruno.

Filósofa e professora de espiritualidade, Patrícia Cândido destaca que passamos por transformações físicas, emocionais e espirituais em determinados períodos de transição. “Estamos em constante transformação, e por isso sentimos, muitas vezes de forma inconsciente, vontade de que uma transformação aconteça em nossas vidas”, completa.

No Brasil, o uso de plantas na busca por melhorias na saúde faz parte da cultura: uma pesquisa da Universidade Federal do Amazonas indicou que 97,7% dos entrevistados utilizam plantas para fins medicinais regularmente. Desta forma, os especialistas indicam o uso de três plantas que trazem mais bem-estar para a rotina, e explicam como elas podem auxiliar nas mudanças e transformações, baseados nos conceitos da Fitoenergética:

Alecrim: a planta permite acessar os registros da alma, conforme explica Patrícia. “Ele libera traumas, medos e outros aspectos negativos que estão adormecidos”, explica, destacando que, a partir desta liberação, a erva gera vontade de mudar e conhecer o novo. “Esta planta também incentiva a pessoa a ter sabedoria para viver e amar, e pode ser utilizada em forma de chá ou de tempero, por exemplo.”

Cravo da Índia: esta especiaria estimula a concentração e aumenta a capacidade de concentrar energia para materializar sonhos quando usada em forma de infusão ou tempero. “Ele abre a mente para enxergar o todo, estabilizando-a e estimulando a busca interna de respostas para as suas dúvidas”, explica Bruno. Segundo ele, cravo gera clareza nos pensamentos e aguça o senso de observação.

Dente-de-leão: famosa por crescer facilmente em diversos locais e ser atrativa quando suas sementes podem ser sopradas ao vento, esta planta estimula as pessoas a agarrarem as oportunidades da vida. “Consumir o dente-de-leão em forma de chá, por exemplo, nos ajuda a encontrar felicidade naquilo que temos e no que somos”, destaca Patrícia. Bruno lembra que esta planta medicinal ajuda a valorizar tudo e todos, elevando a autoestima e gerando mais humildade e gratidão. Conhecida por diversos nomes na cultura popular, a planta também favorece o viver de forma simples e sem complicações, explicam os especialistas.

Patrícia destaca que há várias formas de aplicar a Fitoenergética. “A maioria se baseia no conceito do chá ou da infusão, que pode ser bebido ou aplicado em uma região por meio de sprays ou compressas”, destaca. No entanto, é sempre possível utilizar as plantas em sucos feitos na hora, saladas, temperos, ou sachês de tecidos que podem ser inalados quando colocados em uma fronha de travesseiro, por exemplo.

 

«