Estética

Por que a pele envelhece? Como cuidar?

Comentário(s) 28 outubro 2019

marina stevaux nascimentoA pele é o órgão que mais transparece o efeito do envelheci­mento. Com o passar dos anos ocorrem mudanças na espes­sura e na textura da pele, mo­dificação da coloração com aparecimento de manchas, redução da barreira cutânea que ocasiona ressecamento e até diminuição da imunidade a infecções de pele.

Uma parte do envelhecimen­to ocorre em função da genética. Devido ao envelhecimento, as células não se renovam com a mesma frequência, há redução de hor­mônios e ocorrem danos no DNA. Entretanto, alguns fatores relacionados aos hábitos de vi­da também envelhecem mais intensamente a pele, e eles podem ser prevenidos.

A alimentação rica em açúcar pode cau­sar o que chamamos de glicação, fazendo com que moléculas como o colágeno sejam degradadas, ocasionando a flacidez. Exces­so de álcool ou cigarro está associado com aumento de produção de radicais livres, que causam morte celular e, por fim, o envelhe­cimento. Os movimentos musculares nas ex­pressões faciais fazem com que haja a forma­ção de rugas.

Outro fator muito importante é a radia­ção solar. Ela causa manchas, mudança da textura da pele, aumento do número de ru­gas e mutações nas células que podem evo­luir para câncer de pele. O filtro solar, além de ser importantíssimo para prevenção do câncer de pele, é considerado o produto fundamental para prevenção do envelheci­mento. Ele deve ser usado to­dos os dias (inclusive nos dias nublados), em todas as áre­as de pele não cobertas por roupa, com FPS mínimo 30 e na quantidade ideal para ca­da área do corpo.

Outros fatores que auxiliam no envelhecimento saudável da pele são o uso de limpado­res adequados para cada tipo de pele diariamente, hidratan­tes e alguns produtos com efei­to “anti- idade”.

Quando o envelhecimento já causa sinais que desagradam o paciente, esses podem ser amenizados com tratamentos estéticos como peelings, lasers, microagulhamento, uso de produtos injetáveis (preenchimentos, bio­estimuladores e o famoso “botox”). Cada pa­ciente, a depender da idade, do tipo de pe­le e do grau de envelhecimento, se benefi­ciará de um tratamento específico. Os trata­mentos não visam reverter completamente todos os sinais de envelhecimento, mas sim ter um envelhecimento saudável, mantendo a pele bonita.

Cada paciente é único e, por isso, é tão im­portante a avaliação e condutas adequadas feitas por um profissional capacitado.

Confira mais dicas em @dermatomarinas­tevaux.

Por Marina Stevaux Nascimento, médica dermatologista (CRM 162107, RQE 67744), formada pela USP – Ribeirão Preto, especializada em Cosmiatria e Laser pelo Hospital das Clínicas da USP

Edição 249

Outubro 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica