Esportes

Por que escolher Pilates?

Comentário(s) 26 fevereiro 2016

 pilates O Pilates não é restritivo, pois a inten­sidade e os exercícios se adequam a todos os tipos de pessoas: atletas (para fortalecer mais a musculatura e preve­nir lesões), para quem já possui lesões, ido­sos (o que ajuda na melhoria da flexibilidade e equilíbrio). Assim, o método pode ser utili­zado tanto em quem já tem a musculatura muito forte, quanto em quem tem mui­tas limitações ou em quem quer prevenir lesões.

Pilates não é fácil, não é só “exercício de idoso” ou alongamento. Tudo vai de­pender da necessidade de cada pessoa, o que, mais uma vez, difere dos exer­cícios universalizados da musculação e das aulas da­das com exercícios iguais para todo mundo.

Nas aulas de Pilates cada aluno deve fazer exercícios diferentes dos outros alunos – a não ser exercícios e alon­gamentos que são mais universais, já que o método prioriza o tratamento individuali­zado. É um dos métodos mais inclusivos en­tre as modalidades de exercícios. Isso ocor­re, pois foi criado por uma pessoa com difi­culdades físicas, e dá uma abertura maior para pessoas com todos os níveis de tonifi­cação muscular.

As bases de todos os exercícios sempre se­rão respiração abdominal (quando você expi­ra, tem que contrair muito o abdômen e em­purrar o umbigo em direção à coluna), consci­ência corporal (você tem de aprender a sentir seu corpo, sentir se está alinhado, na postu­ra correta, pois não se usam espelhos nas au­las), concentração, contração contínua de to­da a musculatura (abdômen, glúteos, pernas, braços etc.), e há também a questão de fechar o assoalho pélvico.

pilates O Pilates não visa ape­nas a força física. A prin­cipal busca pela tonifica­ção muscular começa pe­la mente. Os métodos usa­dos nesses exercícios fa­zem com que o pratican­te utilize sua própria força para conseguir os resulta­dos. Isso significa que não há pesos, anilhas e outros artigos comuns nas aca­demias. Os equipamentos usados servem apenas pa­ra forçar os resultados pa­ra quem está praticando o Pilates.

Quem pratica Pilates não alcança um corpo exageradamente “grande”, mas ganha mús­culos bem definidos e força distribuída por todo sistema motor.

Está esperando o que para marcar sua aula experimental? Venha sentir na prática todos esses benefícios que o método pode propor­cionar para você!

Raquel Dolce Fraga Grasson é professora de Pilates.
Informações: (11) 99821-1098 e 4587-4978

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica