Saúde

Pós-parto sem dúvidas

Comentário(s) 22 maio 2019

Uma pesquisa do Reino Unido identificou que 80% das mulheres não se sentem satisfeitas ao se olharem no espelho após o parto. “Essa reação é comum, principalmente hoje em dia, quando as redes sociais exibem mães-celebridades. Ao se compararem com estas mulheres, muitas mães se cobram para recuperar o corpo e a disposição que tinham antes da gravidez”, conta a ginecologista e obstetra Silvia Herrera, especialista em Medicina Fetal do Salomão Zoppi Diagnósticos, laboratório da Dasa – líder brasileira em medicina diagnóstica.

A especialista explica que o pós-parto de cada mulher é único. “Este momento depende de diversos fatores, por exemplo como foi a gestação, o parto, e a rotina em casa. É um período intenso tanto do ponto de vista do corpo quanto da alma”, completa.

E Salomão Zoppi Diagnósticos, referência em saúde feminina, desenvolveu um material que aborda as principais dúvidas após o nascimento do bebê, um período sensível para as mães. “Nós nos inspiramos nos relatos delas e nas diversas dúvidas que recebemos constantemente sobre o período do pós-parto, com o objetivo de esclarecer esse tema que é extremamente importante, sobretudo diante do atual panorama em que notícias falsas são amplamente disseminadas. Reforçamos a importância de sempre buscar fontes seguras antes de propagar as informações recebidas”, pontua Silvia.

O leite “desce” automaticamente após o nascimento do bebê
VERDADE!
No pós-parto ocorre a liberação imediata do colostro, que é um leite muito especial produzido em pouca quantidade, mas riquíssimo em proteínas, gorduras, vitaminas e, principalmente, imunoglobulinas, responsáveis pelas defesas do bebê. É em torno do terceiro dia que se dá a apojadura, ou seja, a descida do leite. É comum a mulher sentir a mama mais quente e o ingurgitamento da mama também pode trazer um pouco de dor e até febre. “Então, não se preocupe com a quantidade de leite nos primeiros dias: ela aumenta naturalmente à medida que o bebê aprende a sugar”, comenta a ginecologista.

Toda mãe fica feliz após o nascimento, não existe tristeza
MITO!
Existe o blue puerperal e a maioria das mulheres passa por essa instabilidade emocional. Trata-se de um choro fácil e tristeza normais. Muitas mulheres não possuem esse conhecimento e acabam se sentindo culpadas por essas sensações, que acontecem devido a uma série de fatores, como a queda brusca dos hormônios durante a gravidez, o cansaço, a privação de sono, a baixa autoestima causada pelas mudanças no corpo e a própria insegurança ao cuidar do bebê, principalmente o primeiro filho.

Existe diminuição da libido e ressecamento vaginal em mães que amamentam
VERDADE!
Para quem amamenta, a prolactina, hormônio da amamentação, causa um bloqueio no ovário e a paciente começa a apresentar sinais parecidos com os da menopausa. Os principais efeitos são a secura vaginal e a diminuição da libido. Por isso, é importante compartilhar este momento com o parceiro, explicando a ele que a natureza se utiliza desse artifício para que a mulher fique mais tempo com o bebê. A vontade de ter uma relação sexual vai voltando com o tempo. Para o ressecamento, é indicado o uso de lubrificantes em alguns casos, até que se retorne ao estado normal.

É normal ter constipação após o parto
VERDADE!
O intestino está se reacomodando. Nos casos de cesárea, as alças ficam paralisadas por um tempo devido à manipulação cirúrgica, portanto é possível ocorrer constipação e ficar alguns dias sem evacuar. Após um parto normal, a constipação é menos frequente, mas pode acontecer. Assim como é possível sentir um pouco de dor para urinar, tanto após partos normais quanto cesáreas.

Na primeira semana pós-parto, a mãe pode sentir dores devido ao retorno do útero ao tamanho original
VERDADE!
Ao amamentar, a mãe libera ocitocina, hormônio que faz o útero contrair. Algumas mulheres possuem uma maior sensibilidade e sentem essa contração como uma cólica.

Toda mulher apresenta flacidez na pele após a gestação
MITO!
Embora a flacidez tenha um componente genético, para evitá-la é também necessário controlar o peso, com orientação médica durante a gestação. Alimentação saudável e a prática de atividades físicas adequadas para fortalecer a musculatura são bons aliados. Após o nascimento, a amamentação auxilia na aceleração da contração do útero e fortalecimento dos músculos.

A mulher tem sangramento após o parto
VERDADE!
Este sangramento decorre da cicatrização do órgão depois da gestação. É comum acontecer e pode durar até 21 dias. No começo, o sangue apresenta uma cor viva, depois o volume diminui e o seu aspecto se torna mais rosado.

Os cabelos caem após o nascimento do bebê
VERDADE!
A mãe pode ter queda de cabelo em torno do terceiro mês, o que é um ciclo natural. Isto ocorre principalmente devido à redução súbita dos hormônios. Porém, o cabelo volta a nascer normalmente depois. O sintoma pode ser mais grave em mulheres com anemia. Um dermatologista pode indicar uma suplementação que amenize a queda capilar.

Silvia Herrera reforça que é fundamental procurar um profissional para tirar dúvidas tanto em relação ao bebê quanto às mudanças no seu corpo e até nos sentimentos. “Aproveite cada minuto ao lado do recém-nascido e crie esse vínculo para tornar cada momento especial e único”, finaliza.

 

Edição 249

Outubro 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica