Esportes

Seis produtos para quem quer começar a correr

Comentário(s) 24 maio 2019

corrida

A iniciativa da mudança de hábitos é o primeiro passo para as pessoas que estão em busca de qualidade de vida e ter um corpo mais saudável. Por isso, é necessário encontrar a melhor atividade que se encaixe no dia a dia, além da dieta orientada por nutricionistas e, principalmente, da orientação de um médico e de um educador físico. Entre as mais procuradas pelos iniciantes estão as atividades ao ar livre, como a caminhada e a corrida, pois elas não necessitam de equipamentos ou instalações caros.

Essa iniciativa nem sempre é fácil, mas é possível contar com diversos produtos que tragam conforto e, principalmente, mobilidade e liberdade durante os exercícios. A escolha certa desses itens pode prolongar a duração da atividade e a intensidade. Confira seis dicas de acessórios que auxiliam os esportistas de primeira viagem, essenciais para impulsionar resultados e evitar desistências logo no início:

  1. Caminhando e correndo – Há tênis específicos para caminhada e corrida no mercado encontrados facilmente em lojas de esportes. A variedade de materiais, preços e marcas é uma facilidade para as pessoas que ainda têm dúvida de começar a exercitar com o receio de se machucar – escolhendo o tipo certo, o risco de lesões, dores musculares ou as famosas bolhas diminuem bastante. Calce meias mais finas, pois as grossas podem machucar os pés em atividades mais longas. Há ainda as meias de compressão específicas para exercícios físicos que melhoram o rendimento, pois comprimem levemente as veias, dos pés até a panturrilha, ajudando nosso sistema circulatório a levar o sangue para ‘cima’.
  2. O que tem no armário? – Assim como os tênis, o mercado do vestuário esportivo dispõe de materiais tecnológicos que ajudam na performance dos corredores, por isso vista peças leves que sejam respirantes, aquelas que liberam a transpiração e regulam a temperatura do corpo – shorts e camisetas de poliéster, elastano e poliamida são as melhores opções. Vale lembrar também que roupas de cores chamativas são importantes para aqueles que preferem a noite para praticar exercícios, pois facilitam a identificação no trânsito, nos parques, além de estar na moda!
  3. Hidratação sempre – Sempre tenha à mão água. É ela que vai regular a temperatura do corpo pelo suor e, em quantidade insuficiente, nossos olhos e canais auditivos podem ressecar e nossa pele e cabelos ficarem desidratados. E tudo isso pode prejudicar seu ânimo para caminhar ou correr. Nosso intestino também é outro amigo íntimo da água; beber pouco vai prejudicar o funcionamento do órgão e causar constipação. Fica um alerta: se sua urina estiver com a coloração amarelo escuro, é melhor ingerir mais água, chás, sucos naturais (sem açúcar), água de coco. A quantidade indicada pelos profissionais de saúde é de dois litros, no mínimo. Então, leve esse líquido precioso em garrafinhas ou squeezes para se hidratar durante as atividades. Sempre!
  4. Proteja-se dos raios solares – Viver em um país onde o sol está sempre a nossa disposição é uma verdade fábrica de saúde, pois é por ajuda dele que conseguimos obter a famosa vitamina D. Ela é responsável por diversos processos metabólicos em nosso organismo e até na prevenção de doenças crônicas, como o câncer, porém não abuse. Sol sem proteção e em horários de alta incidência de raios é extremamente prejudicial para nossa pele, pois causa o envelhecimento precoce e o tipo de câncer de mais incidência no mundo, o melanoma, o mais agressivo. Para cuidar do nosso maior órgão, as farmácias têm inúmeras opções de filtros solares específicos para a prática de esportes. Converse com um dermatologista para saber a melhor para sua pele.
  5. Tecnologia à disposição – Pode parecer supérfluo, mas acessórios tecnológicos que auxiliam o monitoramento dos batimentos cardíacos, o tempo e a localização podem ajudar os iniciantes a verificarem e acompanharem sua performance durante as atividades. O mercado oferece diversas opções de smartwatch e pedômetros, além dos aplicativos de celulares que executam bem essas funções.
  6. Olhos também precisam de proteção – Além dos cuidados com os pés, músculos e articulações, há outra área do nosso corpo que precisa de cuidados durante as atividades ao ar livre: os olhos. Para as pessoas que precisam usar óculos no dia a dia, o acessório não é a melhor opção durante os exercícios, pois estão sujeitos à interferência visual do local, como poeira, chuva, vapores e reflexos. As lentes de contatos são ótimas aliadas de esportistas, pois dão liberdade de movimento e segurança, além de proteger o globo ocular e auxiliar na performance – não quebram, são de fácil reposição, sem falar na mobilidade para o usuário. Durante as atividades diurnas, vale lembrar que os olhos precisam também de cuidado contra a ação do sol e há modelos que oferecem proteção contra a radiação ultravioleta.

Além do benefício para o corpo e a mente, as atividades físicas fazem bem também para a saúde dos olhos, pois além de diminuir a pressão arterial, os exercícios podem diminuir também a pressão intraocular e a oclusão de veias importantes, entre outras doenças. Para verificar qual é a melhor opção para cada pessoa, é preciso reforçar que as lentes de contato são um dispositivo médico e é importante o envolvimento de um oftalmologista para realização do exame ocular e adaptação das lentes.

Segundo a dra. Thais Packer, oftalmologista da Johnson & Johnson Vision, os óculos apresentam uma solução clássica, mas não ideal na hora de se exercitar. A armação pode comprometer a visão periférica e as lentes podem quebrar e ferir os olhos ou a região ao redor dos olhos. Já as lentes de contato são mais seguras, pois não têm o risco de causar ferimentos em um possível impacto, além da liberdade dos movimentos durante os exercícios. E ainda há a opção das lentes de contatos de descarte diário, usada apenas no momento da atividade física, que podem ter o custo-benefício bom, pois dispensam o estojo e a solução de limpeza”.

As lentes de contato trazem outros benefícios para os usuários durante os exercícios, quando comparadas aos óculos, como campo visual maior, uma vez que as imagens não são limitadas por armações ou desenhos das lentes e têm menos modificação no tamanho, porque as oftalmológicas provocam distorções dos objetos captados no globo ocular. As pequenas notáveis são mais estáveis e permitem o uso concomitante de óculos solares ou de proteção, se optar por outro esporte que necessite desses acessórios. Essas dicas vão trazer mais conforto para você que quer praticar alguma atividade, mas que tem alguma restrição para começar; então, calce um bom tênis, vista uma roupa leve, hidrate-se e não se esqueça dos olhos – as lentes de contato vão te dar a liberdade que procurava para correr e andar por aí.

Edição 246

Julho 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica