Estética

Tudo o que você precisa saber sobre demaquilantes

Comentário(s) 14 novembro 2019

demaquilante

Remover a maquiagem após um dia cansativo de trabalho ou depois de uma festa que acabou muito tarde pode ser difícil. Mas é melhor tirar esse tempo para cuidar de sua pele, pois dormir de maquiagem pode causar uma série de danos ao tecido cutâneo. “Os resíduos da maquiagem, por exemplo, podem obstruir os poros e favorecer a formação de cravos e espinhas. Além disso, a falta de limpeza da pele gera radicais livres, que aceleram o envelhecimento precoce da pele. O acúmulo de impurezas também pode tornar a pele mais sensível e irritativa, podendo levar ao surgimento de dermatites. E o mesmo acontece com a maquiagem na região dos olhos, que, se não retirada, pode causar irritação, dermatites e até mesmo infecções, além de tornar os cílios ressecados e, com o tempo, quebradiços”, alerta a dermatologista dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

De acordo a dermatologista, a melhor maneira de realizar essa remoção da maquiagem é através do uso de demaquilantes, que devem ser escolhidos de acordo com seu tipo de pele. “O demaquilante pode influenciar positivamente ou negativamente no grau de oleosidade ou desidratação da pele. Logo, utilizar um demaquilante à base de óleo em uma pele já oleosa pode promover o aumento da produção de sebo, favorecendo a obstrução dos poros e o desenvolvimento de acne. Da mesma forma, um demaquilante à base de água utilizado em uma pele seca pode favorecer o ressecamento e até mesmo o aparecimento de irritações e dermatites”, explica a médica. Por isso, antes de comprar um demaquilante, sempre leve em consideração o tipo da sua pele. “Se sua pele for oleosa e acneica, procure por demaquilantes à base de água ou em gel. Já para peles mistas, o demaquilante em loção e os lenços umedecidos são ideais. Os demaquilantes bifásicos, por sua vez, são excelentes para a pele seca e madura”, recomenda. Mas a dermatologista ressalta que na área dos olhos o ideal é sempre utilizar um demaquilante bifásico independentemente do tipo de pele, pois é uma região onde a pele é mais sensível, e as maquiagens aplicadas nessa região tendem a ser à prova d’água e, por isso, mais difíceis de serem removidas.

Além dos demaquilantes, existem ainda outras opções para ajudar na remoção da maquiagem. A água micelar, por exemplo, é uma boa alternativa para a higienização da pele oleosa, pois possui micelas que atraem as partículas de sujeira, poluição, maquiagem e oleosidade sem a necessidade de atrito. “Existem também os óleos de limpeza, que se ligam com as impurezas, partículas de poluição, maquiagem e oleosidade presentes na pele, levando-as embora ao serem removidos. A vantagem desses produtos está no fato de limparem a pele de forma extremamente suave, sem agredi-la ou alterar seu pH, além de também hidratarem. Dessa forma, são ideais para pessoas com pele normal ou sensível”, destaca a dra. Paola.

Porém, a remoção da maquiagem não deve consistir apenas no uso do demaquilante, pois alguns resíduos de maquiagem e outras impurezas acumuladas durante o dia podem permanecer na pele mesmo após a utilização do produto. Logo, após o demaquilante, deve-se continuar com a rotina de cuidados com a pele, iniciando com o uso de sabonete específico para seu tipo de pele. “Faça movimentos circulares com o produto sobre o rosto de maneira suave para remover completamente as sujidades e impurezas presentes na superfície da pele. Em seguida, enxágue o produto e utilize um tônico para normalizar o pH da pele. Enquanto pessoas de pele oleosa se beneficiarão mais de tônicos com ação adstringente, quem possui pele seca deve optar por tônicos com propriedades calmantes e hidratantes. Já quem possui a pele normal pode utilizar água termal ou até mesmo água micelar”, afirma a especialista. Por fim, utilize um hidratante específico para sua pele, que pode conter propriedades calmantes, antioleosidade, antienvelhecimento, entre diversas outras. “Em caso de dúvida sobre quais os produtos ideais para você, o ideal é consultar um dermatologista, que poderá realizar um exame dermatológico de sua pele e assim indicar as melhores opções de cosméticos para o seu caso”, finaliza a médica.

Edição 250

Novembro 2019

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica