Saúde

Viva com bons hábitos

Comentário(s) 10 agosto 2015

Dra. Denise F. Barbosa

Dra. Denise F. Barbosa

Nosso corpo está progra­mado para suportar sobrecargas durante toda a vida. Somos programa­dos geneticamente para viver em torno de 120 anos. Então, por que somente algumas pes­soas chegam nesse patamar?

Acostumamo-nos a viver so­bre altos níveis de estresse, mantendo em equilíbrio o funcionamento interno de nosso corpo. Entretanto, essa situação só se faz possível quando man­temos hábitos saudá­veis de alimentação, atividade física, men­tal e espiritual. Sem deixar de citar uma boa noite de sono.

Manter hábitos saudáveis para algumas pessoas é de fundamental importância, pa­ra outras, nem tanto. As condições psicoló­gicas, sociais e econômicas são fatores de­terminantes nesse processo.

Daqui a 50 anos a grande maioria da popu­lação será idosa. Como você se insere nesse contexto? Não vamos tão longe assim, mas como você se vê daqui a 10 anos? Muitas pes­soas se alimentam, dormem mal e não gos­tam de se exercitar, consequentemente, os problemas de saúde começam a aparecer, e o binômio causa-efeito da doença se instala. Muitas vezes, a causa prin­cipal fica camuflada com o trata­mento somente do efeito causado pela doença.

Infelizmente, nossa cultura é imediatista, a resolução rápida do problema acaba sendo por meio do consumo de medicamentos para tratar os efeitos, sendo que a causa principal fica em se­gundo plano.

A mudança de hábitos não é fácil, mas colocar metas em nossas vidas nos dá um norte para se­guir. Por que não pôr como meta a qualida­de de vida? Manter a máquina corpo em per­feito funcionamento, ou pelo menos, manter níveis de equilíbrio para suportar as sobre­cargas da vida e não adoecer pode ser uma das metas.

A vida vivida com saúde é uma dádiva. Cui­de-se mantendo bons hábitos de alimenta­ção e sono.

Dra. Denise F. Barbosa é cirurgiã-dentista. Tels. 11-4521-9494 e 97647-5816, www.clinicadfb.com.br

Edição 224

Setembro 2017

Confira as edições anteriores

© Jornal Mexa-se 2013 todos os direitos reservados.

io! Comunica