Jornal Mexa-se

23 de junho 2020 às 09:00

Sua competição foi adiada? Veja como manter o foco

Esportes

23 de junho 2020

CompartilharCompartilhar

Sua competição foi adiada? Veja como manter o foco

Em março deste ano, o Comitê Olímpico Internacional (COI) e o governo japonês adiaram os Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021. A mudança histórica aconteceu após o mundo vivenciar o surto do novo coronavírus. Os Jogos Olímpicos não serão realizados na data prevista pela quarta vez na história, mas nunca havia sido adiado para outro ano. Isso mexeu muito com a mente dos atletas que já estavam se preparando para as Olimpíadas.


Os atletas de alto rendimento e as comissões de esportes que estavam se preparando para o evento deste ano tiveram que adaptar as suas rotinas de treino no isolamento social. É fato que o adiamento levou também a uma reflexão dos atletas, comissão técnica e todos os envolvidos sobre o tema. A inteligência emocional contou desde o dia do anúncio do COI até o dia de hoje, já que a quarentena permanece no Brasil. Entender a mente e administrar bem o psicológico podem ser a chave para passar de forma mais sustentável por este momento.


"Eles não podem sair para treinar porque precisam evitar contágio e preservar os seus familiares. Ainda estão vivendo a insegurança do adiamento dos Jogos Olímpicos. Nessas condições, manter o atleta motivado e equilibrado torna-se o principal objetivo", revela Melissa Voltarelli, coordenadora da Psicologia Esportiva do Esporte Clube Pinheiros.


Para a psicóloga e especialista em esportes de alto rendimento, o mais importante é manter uma normalidade dentro da anormalidade, para confortar nosso pensamento. Justamente para a ansiedade não se tornar algo prejudicial à nossa vida e desencadear outros problemas.


Melissa Voltarelli lista 5 dicas para manter a saúde mental e física neste adiamento das Olimpíadas. As dicas servem para quem não é atleta também. Veja abaixo:


1) Elabore novas metas, veja este tempo como um extra para alcançar os objetivos


Ver por outro ângulo, como um maior tempo de preparação para se conseguir o objetivo, traçar metas possíveis. Estabelecendo assim um cronograma da vitória! Se possível, baixe alguns aplicativos para te ajudar como "Lojong", "Zen", "Insight Timer", "Querida Ansiedade" entre outros, que estão disponíveis tanto para android quanto para IOS, que ajudam nas crises de ansiedade.


2) Conecte-se com as pessoas que moram com você, não esqueça da importância da socialização


Estamos isolados, mas a tecnologia nos permite socializar mesmo assim. Muitos atletas viajam e não passam muito tempo com a família, e agora têm a oportunidade de se reconectar ao ambiente familiar. Além de manter o contato com toda a equipe técnica, os amigos também ajudam na motivação; use a tecnologia a seu favor.


3) Continue a rotina de treinos físicos


Continuar a treinar e a manter a forma física ajuda na liberação do estresse, além de evitar lesões quando os treinos voltarem. Alguns países já estão afrouxando a quarentena, e por isso alguns atletas já voltaram a treinar. Porém, para quem ainda está em isolamento o ideal é utilizar a criatividade para intensificar os treinos com a equipe técnica.


4) Busque viver um dia de cada vez


O mais importante é saber que faz parte estar ansioso ou desmotivado, e que é necessário pensar um dia de cada vez. E, claro, sempre buscar conversar sobre estes sentimentos, seja em uma terapia ou com familiares. Ninguém precisa carregar tudo sozinho (a).


5) Seja otimista


Vamos sair desta situação, o mais importante é não perder a esperança e o foco dos nossos objetivos, e isso vale para todas as pessoas (atletas ou não). Isso vai passar e enquanto não passa vamos nos fortalecendo para sairmos deste momento melhores. Não há nenhum resultado físico se o mental não estiver bom.


"Temos a expectativa de abrir o clube ECP em breve. Claro, com as autorizações dos órgãos responsáveis. A nossa psicóloga Melissa Voltarelli faz um excelente trabalho, e estamos na expectativa da volta dos nossos esportistas e frequentadores do ECP", finaliza Ivan Castaldi, presidente do Esporte Clube Pinheiros.