Jornal Mexa-se

14 de julho 2020 às 07:30

O que é a técnica FUE para transplante capilar

Estética

14 de julho 2020

CompartilharCompartilhar

O que é a técnica FUE para transplante capilar

Terceiro do ranking dos procedimentos estéticos mais procurados pelo público masculino, o número de transplantes capilares realizados no País tem aumentado consideravelmente nos últimos anos. Técnicas cada vez mais inovadoras e indolores tornam o sonho de eliminar a calvície cada vez mais possível.


Muito utilizado por personalidades vaidosas da mídia, o FUE (Follicular Unit Extraction), em português Extração de Unidades Foliculares, é um procedimento bem simples e pouco invasivo, possibilitando que o paciente continue com a sua rotina normal logo após a finalização da sessão, podendo inclusive voltar ao trabalho no dia seguinte, desde que sua atividade não requeira esforço físico violento ou abafe o local transplantado.


"A técnica consiste da remoção das unidades foliculares, uma a uma, de forma aleatória na área doadora. Essas unidades foliculares podem ser compostas de um a quatro fios. A implantação é feita introduzindo o folículo na direção e angulação correta do crescimento do cabelo, proporcionando naturalidade. O FUE possibilita a extração de folículos de diversas áreas corporais", explica André Ramos, cirurgião plástico da Mais Cabello, clínica especializada em transplante capilar e tratamentos para calvície no Rio de Janeiro.


A indicação para a extração de unidades foliculares depende da avaliação do especialista de acordo com o estágio de calvície do paciente. "Os períodos de evolução da calvície mais indicados para o transplante capilar são entre os estágios 2 e 4, no qual o caso pode ser resolvido em apenas uma sessão. Nos estágios 5 e 6 possivelmente serão necessárias duas sessões para um resultado satisfatório. No estágio 7 o paciente tem que estar ciente de que a área doadora não é suficiente para cobrir toda a área receptora" finaliza o especialista.