Jornal Mexa-se

16 de julho 2020 às 08:00

Tudo o que você queria saber sobre preenchimento labial

Estética

16 de julho 2020

CompartilharCompartilhar

Tudo o que você queria saber sobre preenchimento labial

O preenchimento labial vem sendo procurado cada vez mais por mulheres e até homens. Segundo o dentista Lucas Sampaulo Ramos, especialista em harmonização facial, o procedimento traz vários benefícios ao paciente, como melhor hidratação dos lábios, contorno mais definido e maior volume. "É ideal para todos os tipos de pacientes, tanto os que procuram um resultado mais natural possível ou até mesmo para quem gosta de algo mais "chamativo", um lábio mais volumoso e desenhado", diz.

O procedimento é seguro?

Segundo o profissional, existem vários tipos de materiais preenchedores no mercado, alguns definitivos (como o caso do PMMA) e os que são absorvidos pelo organismo, como o ácido hialurônico. Para região de lábios, o mais seguro e mais indicado sempre é o ácido hialurônico.

"Pelo fato de o ácido hialurônico já ser uma substância produzida pelo nosso organismo, as chances de reações alérgicas são muito baixas. Além disso, é um procedimento que pode ser revertido a qualquer momento com a aplicação de uma enzima chamada hialuronidase que age "destruindo" o ácido hialurônico causando a dissolução do produto",  disse o especialista, que pondera que não se pode descartar os riscos, por menor que eles sejam. "Como todo preenchimento, existem, sim, alguns riscos. O lábio é uma região do nosso corpo muito vascularizada, onde tem uma artéria muito importante que é responsável pela irrigação sanguínea da região (artéria labial). Os maiores riscos são envolvendo essa artéria, o profissional tem que ter total conhecimento anatômico da região além de ter total domínio da técnica para não introduzir produto dentro da artéria, ou até mesmo não comprimir a mesma por excesso de produto na região dos lábios, podendo ocasionar problemas mais sérios".

Lucas diz que é bem comum o lábio ficar inchado e com pequenos hematomas nos primeiros dias após o procedimento. "Esse tipo de situação é bem comum e tende a ir amenizando no decorrer da primeira semana de procedimento". O dentista ressaltou a importância de só fazer o procedimento com um bom profissional. "Infelizmente, vemos muitos profissionais de várias áreas se aventurando a fazer procedimentos de preenchimento, sem o mínimo de conhecimento necessário. Esse é o principal fator de risco, realizar o procedimento por alguém que não domine a técnica e não tenha embasamento suficiente para saber reverter alguma situação de complicação. Para ter segurança no procedimento, procure um profissional capacitado e de confiança".

O procedimento dói?

"Quando realizado por dentista, utilizamos a famosa 'anestesia de dentista', que torna o procedimento totalmente indolor, trazendo total conforto ao paciente", explica.

Quanto tempo dura?

"O ácido hialurônico é absorvido pelo nosso organismo com o passar do tempo, a duração do produto varia muito de cada organismo e do material utilizado, podendo variar de 6 a 12 meses", informa.

Todo mundo pode realizar o procedimento?

De acordo com Lucas, existem algumas contra indicações:

- pessoas com doenças autoimune
- pessoas que apresentam alergia ao produto
- herpes ou algum tipo de feridas na região a ser preenchida; entre outros.

"Existe também casos de contra indicações estéticas, em que na hora da avaliação eu informo o paciente o porquê não seria interessante a realização do procedimento, levando alguns conceitos da harmonização facial. E deixando a critério do paciente realizar o procedimento ou não", finaliza.