Jornal Mexa-se

17 de julho 2020 às 08:30

Lentes de porcelana ou faceta de resina, o que é melhor?

Estética

17 de julho 2020

CompartilharCompartilhar

Lentes de porcelana ou faceta de resina, o que é melhor?

Em busca de dentes brancos e simétricos, é cada vez mais comum procedimentos odontológicos com o uso de porcelana ou faceta. Mas qual devemos escolher? A dentista Priscilla Pocallet explica que escolha do material do tratamento vai depender de uma série de fatores. 


"A faceta de resina pode ser usada em fechamentos de diastemas, pequenas correções de alinhamentos, harmonização do sorriso. É contraindicado em casos de bruxismo, dentes amarelados ou desalinhados. Elas  podem ser recomendadas para tratamentos estéticos, porém necessitam de polimento anual, pois com o tempo perdem a vida e brilho", pontua. 


Ela diz que a resina é uma material que nunca para de sofrer polimerização, ou seja, sempre vai contrair. 'Devido a isso, depois de poucos anos encontramos a desadaptação delas com os dentes, ou seja, espaços são formados aumentando a chance de infiltração. Eu não ofereço para meus pacientes tratamento estéticos com perfil clareado em facetas em resina, pois de fato a insatisfação vai acontecer em curto prazo, além da frequência de troca ser maior, e também ser um tratamento irreversível. A resina também sofre alteração de cor com o tempo", explica a dentista, que indica a resina em alguns casos: 


"Normalmente indico resina quando o paciente já tem dentes bonitos, e são necessárias pequenas correções em locais específicos. Para tratamento atuais com perfil estético, precisa ser porcelana, por conta da estabilidade da cor, adaptação, e também qualidade de material. E claro que cada caso deve ser analisado, especificamente". 


Priscilla diz que é comum a trocar as facetas de resina por lentes de porcelana. "Em minha vivência clínica, 20% dos casos de lentes de porcelana que realizo são de pacientes insatisfeitos com as facetas em resina, que acabam se arrependendo exatamente pelo escurecimento e também a perda de vida do trabalho. Logo, se o paciente tem aversão ao desgaste, ou possui dentes com estética satisfatóri,o sugiro que aguarde uma idade avançada para realizar o tratamento", finaliza.