Jornal Mexa-se

18 de julho 2020 às 08:00

Os cuidados com a pele com a máscara de proteção

Estética

18 de julho 2020

CompartilharCompartilhar

Os cuidados com a pele com a máscara de proteção

O uso de máscaras de proteção facial se tornou obrigatório para prevenção do novo coronavírus. Porém, o uso frequente pode ocasionar irritações na pele, como o surgimento de acnes e dermatites. Por isso, é fundamental cuidar da região que fica coberta pela máscara. Para ajudar nesse sentido, a 'Ricca' convidou a dermatologista especialista em cosmiatria, Luciana Garbelini, que dá dicas básicas de cuidados pré, durante e pós uso da máscara que vão fazer toda a diferença na pele.

Antes do uso da máscara
"Para deixar a pele respirando, evite o uso de maquiagem quando for utilizar as máscaras de proteção. Isso porque as máscaras já dificultam a respiração da pele e o uso de maquiagens agrava esse problema, ocasionando dermatite irritativa por conta do atrito com o tecido, e aumento da sudorese que favorece cravos e espinhas.", explica Garbelini.

De acordo com a profissional, a limpeza da pele deve ser feita antes e depois do uso da máscara de proteção, mas com o dermocosmético certo. "Para essa função, opte por produtos com toque mais suaves e evite esfoliações, pois elas podem gerar mais sensibilidade à pele. Para limpar a pele, indico cosméticos orgânicos, que purificam e reforçam a proteção natural da pele." 


Durante o uso a máscara
"Os lábios também sofrem com o uso frequente de máscaras de proteção. Por terem poucas glândulas sebáceas, estruturas responsáveis pela produção de oleosidade, a falta da proteção da barreira lipídica facilita a perda de água, resultando em ressecamento", explica Garbelini.

Para resolver o problema, a dermatologista indica lipbalms e protetores labiais. "Além das proteções UVA e UVB, recomendo produtos com que contenham óleos vegetais e vitaminas para hidratação prolongada, como óleo de girassol e vitaminas A e E."


Depois de usar a máscara
Máscaras de proteção também podem obstruir os poros e desidratar a pele. Para ajudar a combater esse problema, a dermatologista indica manter uma rotina de hidratação facial. "Separe 20 minutos do dia para aplicar uma máscara de tratamento facial que tenha propriedades calmante. Versões com alantoína ajudam a estimular a renovação das células em poucos minutos", indica a profissional.

Para intensificar o cuidado, a expert recomenda o uso de cremes faciais noturnos, já que estes concentram maior poder de hidratação e agem de maneira mais acentuada. "O uso noturno é porque a pele está mais propensa a absorver nutrientes, potencializando os efeitos do creme no rosto", finaliza.