Jornal Mexa-se

25 de novembro 2020 às 07:00

Dúvidas sobre o uso do condicionador

Estética

25 de novembro 2020

CompartilharCompartilhar

Dúvidas sobre o uso do condicionador

Mesmo sendo super comum, o uso do condicionador ainda gera dúvidas na cabeça de muita gente. Se você quer ter aquele cabelo saudável e brilhoso, digno de comercial de televisão, é importante apostar em conhecimento sobre as madeixas! Por isso, a tricologista Viviane Coutinho, especialista em saúde capilar, explica as principais dúvidas sobre os condicionadores. Confira!


É necessário usar o condicionador em todas as lavagens?


Existem cabelos, principalmente os mais curtinhos e mais adotados pelo público masculino, nos quais não se deve usar o condicionador. “Por serem mais oleosos, realmente não apresentam a necessidade de condicioná-los”, ela afirma. “Mas em cabelos mais secos, com químicas e tinturas, por exemplo, um condicionador fará muito bem ao cabelo, após, é claro, lavá-lo com shampoo.”


Quando usamos máscaras capilares, o condicionador deve ser evitado?


Para tratamentos mais profundos, muitos cabelos recebem cremes potentes de hidratação, nutrição e reconstrução. Onde o condicionador entra nessa história? “No mercado, hoje você encontra máscaras mais condicionantes, que não pedem o uso de condicionantes depois. Já outras máscaras potencializam seu efeito através do uso de um condicionador, e trazem uma emoliência e maciez às madeixas”, exemplifica.


O uso de condicionador no couro cabeludo deixa o cabelo mais oleoso?


Segundo Viviane Coutinho, não necessariamente. Isso vai depender da composição do produto. “Há condicionadores voltados para o equilíbrio do couro cabeludo, já que este também precisa ser hidratado, diferente do que muita gente pensa”, reforça. “Esses condicionadores mais leves são fabricados com substâncias naturais e compatíveis com a pele.”


Como escolher o melhor condicionador?


Aquela frase “cada cabeça, uma sentença” nunca fez tanto sentido. "Para a indicação correta dos condicionadores, é fundamental conhecer nossos cabelos, respeitando e direcionando ativos específicos para cada necessidade", explica a especialista. 


“Um cabelo seco precisa de reposição hídrica e propriedades emolientes; um cabelo quebradiço requer propriedades que atinjam mais internamente e devolvam força e resistência aos fios”, conta. “Vai depender mesmo do histórico de cada cabelo, a natureza dele e do que ele necessita para ser saudável”, acrescenta Viviane.