Jornal Mexa-se

09 de março 2021 às 07:00

Pontas duplas: conheça suas causas e saiba como tratá-las

Estética

09 de março 2021

CompartilharCompartilhar

Pontas duplas: conheça suas causas e saiba como tratá-las

As pontas duplas são umas das principais inimigas dos nossos cabelos. Além de comprometer a aparência dos fios, deixando-os com aspecto de “palha”, elas fazem com que as madeixas fiquem mais frágeis e propensas à quebra. Entenda como prevenir esse problema e manter seu cabelo bonito e saudável!


Como surgem as pontas duplas


De acordo com a tricologista Viviane Coutinho, os grandes responsáveis pelas pontas duplas são os desgastes físicos e químicos do cabelo. 


“As pontas duplas podem ter várias origens. Podem surgir da maneira como se usa secador, chapinha e babyliss, ao realizar alisamentos e aplicar tinturas, quando se lava o cabelo com água muito quente, entre outras situações onde os fios ficam expostos sem nenhum tipo de proteção”, explica.  


Ela afirma que o problema é super comum, mas os cabelos cacheados costumam apresentar pontas duplas mais visíveis. “Isso acontece por conta do formato em espiral dos fios. Assim, é mais difícil que a oleosidade natural do couro cabeludo chegue às pontas, deixando-as mais ressecadas e quebradiças.”


Como solucionar o problema


É difícil evitar que pelo menos alguma ponta dupla surja no cabelo, mas existem cuidados práticos que podem evitar que o problema se torne maior. 


Quando os fios estão extremamente danificados, é difícil conseguir recuperá-los. Nesses casos, o mais indicado a se fazer é cortar a parte dos cabelos que foi afetada. “Para quem não quer mexer no comprimento, existe, além do corte comum, o corte terapêutico. Ele elimina pontas duplas sem alterar o tamanho das madeixas”, indica Viviane. Além disso, o corte não é a única solução para as pontas duplas. 


A falta de umidade dos fios resulta na aparência seca do cabelo e no surgimento das pontas duplas. Por isso, é importante investir em máscaras potentes de hidratação e nutrição, que podem ser aplicadas uma vez por semana ou a cada quinze dias, a depender do nível dos danos. 


“Tratamentos específicos são fundamentais para devolver a saúde capilar. Sempre recomendo um cronograma que envolve reposição hídrica, lipídica e proteica, para devolver a emoliência, brilho e resistência do cabelo.”


Além disso, minimizar possíveis danos no dia a dia é sempre uma boa opção. O protetor térmico, por exemplo, pode ser um grande aliado no combate às pontas duplas. “Antes de ligar o secador ou a prancha, aplique o protetor em toda a extensão dos fios. O calor excessivo emitido por esses aparelhos causa um desgaste desnecessário nos fios, que pode ser evitado com um simples produtinho. Esse hábito pode diminuir o número de pontas duplas e ainda ajudar quem sofre com frizz.”


Para potencializar ainda mais a rotina de cuidados, a especialista também recomenda a consulta com profissionais especializados em saúde capilar. “O tricologista faz uma avaliação detalhada da estrutura capilar para que, a partir disso, um tratamento personalizado seja seguido. Esse respeito às necessidades específicas de cada caso faz toda a diferença”, completa Viviane.