Jornal Mexa-se

12 de março 2021 às 07:00

Descarte das máscaras precisa de cuidados

Geral

12 de março 2021

CompartilharCompartilhar

Descarte das máscaras precisa de cuidados

Após um ano da pandemia no Brasil, as máscaras de proteção respiratória descartáveis ou laváveis, que passaram a fazer parte do dia a dia da maioria da população, já começam a apresentar os sinais do tempo. Para manter a proteção oferecida pela máscara, é fundamental saber utilizar o dispositivo da maneira correta e saber realizar o descarte das máscaras que não são mais reutilizáveis.

A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas recomenda que, caso seja identificado algum dano como deformação, desgaste, perda de elasticidade das alças etc, a máscara deve ser descartada.

Mas o descarte precisa observar alguns cuidados para evitar a contaminação de pessoas que eventualmente poderão entrar em contato com o artigo descartado, como trabalhadores responsáveis pela coleta de lixo, por exemplo. De acordo com a ABNT, quando a máscara não estiver mais apta ao uso, o descarte deve seguir as seguintes orientações:

• Descaracterizar a máscara cortando-a com uma tesoura, a fim de evitar a reutilização por terceiros - importante ressaltar que a tesoura deve ser higienizada após a descaracterização de máscaras usadas;

• Colocar a máscara descaracterizada em um saco de papel ou plástico e certificar-se de que o saco esteja bem fechado e em seguida jogar em uma lixeira com tampa;

• Após o descarte, evitar tocar no rosto ou em superfícies e lavar imediatamente as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel a 70%.

"É importante lembrar que descartar as máscaras no chão, assim como qualquer outro lixo, traz diversas consequências ao meio ambiente, suja os lençóis freáticos e entope canais, causando alagamentos. Portanto, o descarte correto também contribui para a preservação do meio ambiente. Continua valendo a máxima: lixo no lixo", ressalta Mario William Esper, presidente da ABNT.