Jornal Mexa-se

22 de março 2021 às 07:00

5 procedimentos faciais e corporais perfeitos para o outono

Estética

22 de março 2021

CompartilharCompartilhar

5 procedimentos faciais e corporais perfeitos para o outono

A chegada do outono e, consequentemente, do frio, é o momento perfeito para quem quer cuidar da beleza e combater as alterações que surgiram durante o verão, já que o menor índice de radiação ultravioleta e as temperaturas mais baixas tornam a estação perfeita para a realização de procedimentos estéticos e cirurgias plásticas. E o outono é especialmente interessante para investir nos procedimentos que exigem downtime e privação do sol, pois o clima frio reduz o risco de complicações e o inchaço e torna toda a recuperação mais rápida, tranquila e confortável. Conheça alguns desses tratamentos:


Laser de picossegundos: O outono é a época ideal para tratar as manchas que surgiram no verão devido a exposição solar, o que pode ser feito por meio do laser de picossegundos, que é considerado o padrão ouro para o tratamento dessas alterações. “O procedimento age fragmentando o pigmento responsável pela formação das manchas, que é então eliminado pelo organismo. E o melhor é que, por ser ultrarrápido, o equipamento é capaz de garantir resultados satisfatórios com menos sessões e menor intervalo entre elas, além de conferir mais segurança e menos dor ao paciente”, explica a dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética.


Peelings: Podendo ser realizados com uma série de substâncias, os peelings químicos são uma ótima maneira de rejuvenescer a pele. No entanto, a realização desse tipo de procedimento não é recomendada no verão, já que tendem a causar grande descamação e sensibilização da pele, que se torna mais suscetível aos danos causados pela radiação UV que podem levar ao surgimento de manchas. Logo, vale a pena aproveitar a chegada do outono para realizar esses tratamentos. “O peeling de ácido retinóico, por exemplo, é uma excelente opção para rejuvenescer a face, já que estimula poderosamente a renovação celular do tecido cutâneo, amenizando linhas de expressão e manchas e melhorando o viço e a luminosidade da pele”, destaca a dermatologista dra. Paola Pomerantzeff.


Rinoplastia: O outono é uma das melhores épocas para a realização de cirurgias plásticas. “Isso por que a temperatura amena e a menor intensidade da radiação solar diminuem o risco de complicações, o tempo de recuperação e o inchaço que surge no período pós-operatório”, diz a cirurgiã plástica dra. Beatriz Lassance. E uma das cirurgias mais populares para ser realizada nessa época é a rinoplastia, que pode ter um pós-operatório ainda mais tranquilo dependendo da técnica utilizada. “A rinoplastia ultrassônica, por exemplo, trata a parte óssea do nariz através de um aparelho que, por meio de vibrações, permite ao cirurgião realizar a fratura nasal necessária para o procedimento de forma menos traumática, resultando em menos inchaço, sangramento e hematoma no período pós-operatório, o que faz com que o processo de recuperação do procedimento seja mais rápido e tranquilo”, diz o cirurgião plástico dr. Paolo Rubez. Outra técnica que também garante uma recuperação mais rápida é a rinoplastia preservadora. “A rinoplastia preservadora tem como objetivo corrigir problemas estéticos e funcionais do nariz de maneira menos agressiva que a rinoplastia tradicional. Nessa técnica, há também menos chances de ocorrerem complicações e, caso seja necessária uma nova intervenção no nariz, a cirurgia é mais simples”, explica o cirurgião plástico dr. Mário Farinazzo.


Tratamento de varizes: Grande parte dos tratamentos para varizes exigem que o paciente evite se expor ao sol e utilize meias de compressão, o que torna o outono ideal para a realização desses procedimentos. “Durante o outono, as temperaturas estão mais amenas e o uso de calças é mais comum. Desse modo, as pernas ficam mais protegidas e menos expostas aos raios solares, o que é recomendado no período de recuperação dos tratamentos, já que a radiação ultravioleta pode estimular a fixação de manchas hipercrômicas”, explica a cirurgiã vascular dra. Aline Lamaita. Além disso, o fato de a pele não estar bronzeada durante o outono também é favorável ao tratamento de varizes, principalmente quando é realizado através de laser. “O risco de queimaduras em peles bronzeadas é maior devido a absorção da luz do laser pela melanina, pigmento que dá cor ao tecido e está presente em maior quantidade em peles de fototipos altos ou bronzeadas”, completa a especialista. “As temperaturas mais baixas também tornam mais confortável o uso das meias elásticas, necessárias durante o período de recuperação para estimular o bom funcionamento da circulação sanguínea.”


T Sculptor: A chegada do frio com o início do outono pode fazer com que seja difícil continuar motivado para malhar. Felizmente, aqueles que não querem perder a massa muscular conquistada com tanto esforço podem apostar nos equipamentos que utilizam da tecnologia HIFEM (High-Intensity Focused Electromagnetic), que permite ao paciente fazer um treino muito mais forte e pesado do que ele conseguiria na academia. É o caso do T Sculptor. “O T Sculptor é uma tecnologia não invasiva que ao entrar em contato com a pele gera campo eletromagnético focado de alta intensidade capaz de estimular o músculo por meio de contrações contínuas e intensas. São cerca de 36 mil contrações em cada sessão de 30 minutos, proporcionando assim hipertrofia muscular com consequente aumento do volume da musculatura, redução de gordura devido a ampliação do gasto calórico e, dependendo do protocolo realizado, até mesmo aumento da força muscular”, finaliza o dermatologista dr. Abdo Salomão Jr.