Jornal Mexa-se

13 de setembro 2021 às 07:00

Prática de atividades físicas deve ser incentivada ainda na infância

Esportes

13 de setembro 2021

CompartilharCompartilhar

Prática de atividades físicas deve ser incentivada ainda na infância

A inserção de hábitos saudáveis na rotina deve ser colocada em prática desde cedo. Os benefícios dos exercícios na infância são muitos, garantem especialistas. Apesar disso, estudos apontam que 78% das crianças e 84% dos adolescentes brasileiros não fazem o mínimo de atividade física recomendada por dia. Esse cenário agravou-se por conta da pandemia, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma vez que esse público trocou a movimentação do dia a dia pelo sentar-se à frente da tela quase todo tempo.


Combater o sedentarismo infantil é preciso e o estímulo à prática de atividades físicas deve ser constante. "Exercitar-se melhora os componentes físicos (resistência muscular e cardiovascular, força, agilidade, coordenação e equilíbrio), fortalece o sistema imunológico, introduz hábitos saudáveis, que servirão de base para a vida adulta, evita doenças como diabetes, problemas cardíacos e obesidade, melhora o desenvolvimento psicológico e auxilia no ensinamento de regras e a como lidar com frustrações", descreve o bacharel em Educação Física, Nataniel Sobieski.


Profissional da área com formação internacional, Sobieski pondera que, além da saúde física, os exercícios físicos podem ajudar o mental das crianças. "Eles auxiliam no desenvolvimento do poder de iniciativa, torna as crianças mais proativas e ajuda no aumento do sentido de perseverança. A criança se torna mais empenhada em suas atividades e com mais força de vontade para desenvolver o espírito de liderança", comenta.


Periodicidade deve ser levada a sério


Segundo a OMS, crianças de um a três anos de idade devem se exercitar diariamente por 180 minutos com brincadeiras, atividades recreativas, jogos, danças, corridas e movimentação aquática. Os pequenos de três a cinco anos também necessitam realizar diariamente 180 minutos de exercícios físicos, mas devem reservar metade desse tempo para atividades com intensidades mais elevadas, como corridas, saltos sobre pequenos obstáculos, subidas e descidas em escorregadores, bicicleta ou natação. Já para as crianças acima de cinco anos, o indicado são 60 minutos de exercícios diários, com o foco no desenvolvimento físico, psicológico, técnico, tático e a introdução a esportes que a criança goste de praticar - para que haja o aprendizado das regras e das capacidades motoras exigidas para aquela modalidade.


Corrida pode ser um bom estímulo


A corrida de rua tem o potencial necessário para que os atletas mirins tomem gosto pela atividade e, consequentemente, se exercitem mais. "Esse é um dos esportes que está mais presente no nosso DNA, pois os seres humanos sempre foram destaque pela habilidade de correr - desde curtas distancias até as longas. Devemos estimular nossas crianças a correr sempre que possível, pois além de ser um esporte de fácil acesso e prático, a corrida de rua traz diversos benefícios para a saúde delas", reforça Sobieski.


Antes de calçar o tênis e colocar os pequenos para correr, pais e/ou responsáveis sempre devem checar o local em que as crianças praticarão a atividade, atentando para os riscos de tropeçar e acontecer algum acidente - já que elas estão em fase de crescimento e desenvolvimento. Nesse sentido, as provas de corrida se apresentam como um importante estímulo a essa prática de forma segura - especialmente pelo fato de que os trajetos são traçados por profissionais da área. Além disso, se tornam um incentivo para que a criança se prepare, tendo o potencial de motivação.


Eventos estão atentos ao público infantil


As organizações dos encontros esportivos estão atentas ao público mirim. Exemplo disso é a Sparkling Night Run, que ocorre em Bento Gonçalves. Com a 7ª edição confirmada para o dia 27 de novembro, a corrida noturna promoverá uma "mini" prova para estimular práticas saudáveis aos pequenos. A modalidade kids será aberta a várias subdivisões etárias: de 3 a 5 anos, serão 50m percorridos; de 6 a 11, 100m; de 12 a 13 anos, 200m; e, por fim, jovens com 14 e 15 anos percorrerão 500m - esses trajetos serão traçados dentro do próprio Parque de Eventos de Bento Gonçalves.


"A Sparkling tem esse compromisso de estimular a prática da corrida em todas as faixas etárias. Incentivar essa atividade nos pequenos em forma de prova vai além da medalha recebida ao final, mas mostra que o importante é competir e crescer com esse espírito esportivo", considera Bruno Benini, diretor do CIC-BG, entidade promotora da corrida.


Mais informações sobre as modalidades da corrida podem ser conferidas no site www.sparklingnightrun.com.br.