Jornal Mexa-se

16 de setembro 2021 às 07:00

Massa muscular: saiba a importância dela no esporte e na saúde

Esportes

16 de setembro 2021

CompartilharCompartilhar

Massa muscular: saiba a importância dela no esporte e na saúde

Neste mês de setembro é comemorado o Dia do Nutrólogo. Essa área da medicina estuda a relação da alimentação com o corpo humano e se responsabiliza pelo diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças relacionadas à falta ou excesso de nutrientes.


A médica nutróloga dra. Andrea Pereira, do Hospital Albert Einstein ressalta que uma boa qualidade de vida vem da combinação de hábitos saudáveis tanto na alimentação, quanto na prática de exercícios físicos. Eles são essenciais para a formação da massa muscular, peça-chave no bom funcionamento do organismo.


A massa muscular é responsável por 60% das reservas de proteína do corpo humano e é muito usada pelas células do sistema imunológico, portanto, quando reduzida, está associada a uma maior suscetibilidade a infecções. Devido ao envelhecimento da população mundial, a importância da massa muscular na saúde e no esporte tem sido cada vez mais discutida nos últimos anos. 


"Para a prática esportiva e realização de nossas atividades diárias, uma boa musculatura nos garante um melhor rendimento. A sua manutenção ou aumento deve-se a uma combinação de boa nutrição e prática regular de atividade física. Logo, não adianta fazer exercício regular e não se alimentar adequadamente, e vice-versa", explica a dra. Andrea Pereira.


Mulheres, diabéticos, obesos e idosos fazem parte do grupo de risco para uma maior tendência à perda de massa muscular, principalmente quando estão doentes. A partir dos 30 anos de idade passa a acontecer a perda de fibras musculares dentro do processo de envelhecimento. E essa perda se acentua a cada década de vida, sendo muito maior após os 60 anos.


"Quando essa perda é maior do que o esperado para o envelhecimento e associa-se à perda de funcionalidade, chamamos de sarcopenia. A sarcopenia piora o prognóstico e o resultado do tratamento de várias doenças, tais como, câncer, diabetes, problemas renais e ortopédicos, entre outros. Além disso, piora o resultado de cirurgias relacionando-se a mais infecções, fístulas, dias de internação e óbitos", completa a nutróloga.


Por isso, a grande importância do cuidado com os músculos, já que eles atribuem uma melhor imunidade, resposta a tratamentos, prognóstico e uma longevidade com qualidade de vida e independência.