Jornal Mexa-se

19 de maio 2022 às 08:00

Como evitar a quebra capilar?

Estética

19 de maio 2022

CompartilharCompartilhar

Como evitar a quebra capilar?

A quebra capilar é um problema que afeta grande parte das mulheres e é responsável por deixar as madeixas com aquele aspecto de pontas ralas. Os motivos são diversos e geralmente estão relacionados aos danos excessivos e à falta de força, ocasionadas pela realização de químicas, falta de tratamento, maus hábitos e até uma alimentação pobre em nutrientes.
 


De acordo com Renata Lima, coordenadora de Educaçãoda Aneethun, basicamente, a exposição às agressões provocadas por fenômenos atmosféricos , como a poluição, exposição prolongada ao sol ou por uso de ferramentas de calor, como escova, chapinha e babyliss, são os maiores responsáveis pelo rompimento do fio, juntamente com procedimentos químicos. "Alguns tipos de cabelo são naturalmente menos resistentes e tendem a ficar enfraquecidos e quebradiços. O calor intenso, o uso de produtos inadequados e até mesmo o ato de prendê-los de modo incorreto podem contribuir para o seu enfraquecimento", explica.
 


Confira abaixo algumas dicas para fortalecer os fios e evitar que eles voltem a se romper:
 


Mantenha os cabelos hidratados


Cabelos quebradiços é uma das coisas que mais assustam e atormentam as mulheres e pode acontecer por diversos fatores. A primeira orientação da especialista é manter uma rotina de hidratação, salvando as madeixas de diferentes males. "Diariamente, nosso cabelo perde água e nutrientes importantes por causa da exposição a diferentes fatores externos. Fazer a reposição com uma máscara hidratante é essencial para restaurar a umidade, fazendo com que se torne mais brilhante, maleável e saudável", aconselha.
 


Aposte em shampoos reparadores


Para Renata, se a ideia é fazer com que o cabelo pare de quebrar, é preciso começar o processo tomando ações imediatas. "Na hora de higienização, por exemplo, o shampoo precisa ser pensado para dar mais força aos fios que estão partindo com facilidade. Para evitar que as cutículas se abram e enfraqueçam ainda mais o interior da fibra, os produtos devem conter substâncias que formem um filme superficial, capaz de impedir a perda da água natural e seus nutrientes, mantendo a flexibilidade e, dessa forma, evitando novas quebras", assegura.
 


Não durma de cabelo molhado


A especialista explica que dormir com o cabelo molhado é outro hábito que deve ser excluído da rotina de quem busca por uma fibra saudável. "Quando dormimos com a cabeça molhada, os fios ficam mais frágeis e propensos à quebra, por conta do atrito da área com a fronha. Além disso, a umidade não prejudica apenas a força, mas também pode levar a uma série de problemas ao couro cabeludo, incluindo caspa, dermatite e infecções fúngicas", esclarece.
 


Evite fontes de calor


Já a quebra por secadores, chapinhas e baybyliss é uma consequência comum do uso excessivo ou indevido das ferramentas de calor. A coordenadora revela que a temperatura elevada remove nutrientes da fibra capilar, o que enfraquece a sua estrutura e leva à quebra. "Para reverter o problema e recuperar a força, o primeiro passo é repor os nutrientes perdidos e fazer um detox dos hábitos que ocasionaram a quebra. Opte sempre por produtos que promovam a reconstrução e blindagem das madeixas, além da proteção contra o calor e os raios solares. Fórmulas ricas em Vitamina E e HNR FUSION (fusão de ativos hidratantes, nutritivos e reconstrutores) agem da parte externa até a camada mais profunda, facilitando a recuperação e resultando em fios fortes, altamente condicionados e brilhantes", indica.
 


Cuidado ao desembaraçar os fios


A coordenadora afirma que os danos ao pentear e desembaraçar as mechas são causados pela ação mecânica de tração ao passar o pente e a escova pelos fios entrelaçados, forçando a passagem através dos nós. Já que a força, quando aplicada sem cuidado, tenciona excessivamente o cabelo, a ação pode causar quebra parcial, pontas duplas ou espigadas, além de arrancar os fios diretamente do bulbo capilar. "Cabelos porosos e ressecados, por exemplo, embaraçam mais, pois as cutículas da fibra capilar estão abertas. Como resultado, as madeixas ficam mais ásperas e, por isso, mais propensas a se embaraçarem. Aposte em produtos com alto poder regenerativo e condicionantes capazes de devolver emoliência, elasticidade e força", finaliza.