Jornal Mexa-se

29 de maio 2022 às 08:00

Saiba qual a diferença entre tonalizante e coloração

Estética

29 de maio 2022

CompartilharCompartilhar

Saiba qual a diferença entre tonalizante e coloração

Existem muitas formas de transformar o visual, e uma delas é mudar as cores dos cabelos. Entre as formas mais utilizadas para alterar o tom dos fios estão a coloração permanente e o tonalizante.
 


O tricologista, cabeleireiro e cosmetólogo Thrik Bonomo explica as principais diferenças entre esses produtos e quando você deve optar por um deles de acordo com a sua necessidade, além de como utilizá-los para colorir o seu cabelo de forma correta. "Muitas pessoas costumam confundir e não sabem qual a diferença entre coloração e tonalizante. Porém, é completamente comum, pois realmente é complicado saber como distingui-los, já que a diferença entre ambos é sutil".



O tonalizante é uma coloração semidefinitiva, ou seja, não possui uma durabilidade igual o da tintura/coloração e dura aproximadamente de 20 à 25 lavagens. “É ideal para quem está começando com os fios brancos e quer começar a colorir o cabelo, ou até mesmo quem quer brincar com as cores. Por exemplo, quando usamos tonalizante escuro, após 20 e 25 lavagens a cor será expelida por completo do cabelo e os fios voltam a ser como eram antes, isso já não acontece com a coloração” esclarece Tharik.
 


De acordo com o especialista o tonalizante não tem poder de clarear os cabelos. Por isso, o produto costuma trazer melhores resultados quando a cor aplicada é mais próxima ao seu tom natural. A coloração, por sua vez, contém a base de amônia, então irá permear muito mais nos fios, além de possuir 100% de cobertura dos fios de cabelo brancos, a coloração sim pode ser vista como uma química. Na medida que o cabelo vai crescendo há a necessidade de refazer, diferente do tonalizante que sai por completo do cabelo.


 Na coloração, assim que penetra no córtex capilar, a água oxigenada agirá retirando os pigmentos da cor original dos cabelos, para que a cor da tintura possa ser depositada diretamente na fibra capilar, alterando assim permanentemente a tonalidade dos fios e fazendo com que a nova cor dure por bastante tempo, sem a necessidade de retoques.


Já o tonalizante, com a ausência da amônia em sua fórmula, os pigmentos presentes não conseguem penetrar na camada mais profunda do fio, o córtex. Logo, esses pigmentos ficam depositados apenas na parte exterior da fibra capilar, formando uma espécie de película sobre o cabelo.


Entre coloração e tonalizante, como saber qual escolher?

Mesmo sabendo agora a diferença entre os dois tipos de produto, como saber qual é indicado para o seu caso? É importante considerar algumas questões.


 A coloração é indicada quando: 


-Se possui muitos cabelos brancos e quer cobri-los;
-Quer realizar uma mudança de cor extremamente diferente da que já possui;
-Deseja manter a nova cor por muito mais tempo.
 
O tonalizante é indicado quando:


-Possui poucos cabelos brancos e deseja somente os disfarçar sem modificar muito a cor natural;
-Quer reavivar seus fios sem fazer alterações muito radicais;
-Está com os fios muito prejudicados e/ou frágeis por causa de outros processos químicos;
-Quer uma mudança de tons que não seja definitiva.
 
“Vale ressaltar também sobre a importância de optar pelo tonalizante para quem tem sensibilidade no couro cabeludo, pessoas que são alérgicas a amônia ou algum componente da coloração, geralmente podem utilizar o tonalizante, que irá haver uma cobertura de pelo menos 95% dos cabelos brancos, porém não corre o risco de obter uma intoxicação no couro cabeludo como poderia ter com a coloração”, informa o tricologista.


 Tharik Bonomo finaliza dizendo que, qualquer que seja a sua escolha, é fundamental investir em profissionais e produtos de qualidade, para fazer a mudança de cores com segurança sem perder a saúde dos fios, e que essa mudança deixe as suas madeixas ainda mais lindas!